Juanito e a corrida de matadores na Feira da Moita: “Daremos uma grande noite de toureio aos aficionados!”

João Silva “El Juanito” poderia ser a personagem de uma história de superação, mas é uma pessoa bem real e a constatação de que os sonhos de menino também se cumprem!

O percurso do mais recente matador de touros português é uma história real de muita entrega, de uma aposta muito arriscada, mas também de vocação e trabalho! 

“Desde pequeno soube o que queria ser e agarrei o meu caminho e até hoje não o soltei! Como novilheiro, sem e com picadores, fui triunfador de todas as feiras que pisei e que me orgulhece. A minha vida tornou-se parte da história, da Tauromaquia Espanhola e Portuguesa!”

Juanito aos treze anos ingressou na Escola Taurina de Badajoz, mas antes já se tinha apresentado em Beja. Actualmente, Juanito, demonstra uma maturidade imensa e uma responsabilidade e entrega muito grandes, a esta tão competitiva profissão: “Acredito que o meu objetivo nesta profissão vai muito mais além do que já consegui… talvez eu seja demasiado severo comigo mesmo, mas é esta vontade que sinto de ser toureiro, que me faz levantar todos os dias, que me faz ser inconformado e procurar emocionar através do meu toureio.” 

Juanito teve um percurso como novilheiro muito coeso e o próprio tem a perceção disso mesmo porém não se acomodou.

 

Quando tomei a alternativa, o meu objetivo sempre foi ir mais além. Não gosto de olhar para trás com nostalgia ou demasiada satisfação, porque no momento em que estou isso seria perder tempo. O que está feito é história que já todos conhecem!!! E eu centro-me todos os dias no presente para conseguir metas no futuro! Quero ser sempre superior a mim mesmo! Sei que não é fácil, mas acredito que este é o caminho e a mentalidade certa” 

 

Ao chegar à alternativa, a 22 de Junho do ano passado, na Praça de Touros de Badajoz, Juanito não diminuiu a vontade de progredir e de atingir metas maiores. Considera que o seu caminho como o mais recente matador de touros tem incluído momentos bonitos mas também duros, já que depois do doutoramento, o número de festejos por norma baixam, mas no caso deste matador isso não aconteceu, ainda assim o jovem tomou como meta a integração em outro escalafom.

 

O escalafon dos matadores de touros e ao competir em outro nível” e considera que “graças a Deus depois do dia da alternativa toureei muitas corridas e pude triunfar em todas essas corridas, ao lado de grandes figuras. Vou cumprindo sonhos e metas mas há um acréscimo de responsabilidade a cada dia. Os aficionados seguem-me e não se pode defraudar”

 

Pelo meio taurino português sempre se considerou que tourear em Espanha é competir a outro nível e quando questionado sobre se a sua nacionalidade o condicionava profissionalmente, Juanito rapidamente nos respondeu com um refrão taurino Os touros não entendem de nacionalidades, idades, géneros…”

 

O matador luso radicado em Espanha desde menino, afirmou-nos que “o touro quando sai, sai para todos e só entende de preparação, capacidade, disciplina, valor, inteligência e toureio! É certo que nas circunstâncias que rodeiam este mundo, pode influir a teu favor e outras vezes em contra, mas acho que a mentalidade é convencer o público através do toureio e da espada! Graças a Deus, tanto na Estremadura como em geral em Espanha receberam-me de braços abertos e sou mais um. Este aspecto é sem dúvida um privilégio. “

 

João Silva irá repetir a sua integração num cartel só de matadores portugueses e confessa-nos que também ele próprio escolheu entrar nesses cartéis.

 

Eu tinha outras opções, mas acho que não é o momento de pensar só em mim, mas também no toureio apeado do meu país! Graças a corridas como esta, da Moita e a do ano passado em Lisboa, o toureio apeado está a voltar a ilusionar Portugal! 

Há toureiros extraordinários que merecem tourear mais e que tem muitas condições como é o meu caso e dos meus companheiros na Moita; além do mais é necessário reavivar a rivalidade que se perdeu e vamos, garantidamente, recuperá-la com cartéis assim.”

 

O traje que o matador irá apresentar na praça da Moita ainda não esta definido, pois é algo que apenas decide poucas horas antes, mas decididas estão sim, as expectativas para a corrida dos matadores da Moita, integrada na Feira Taurina da Moita 2020!

 

“Estou muito ilusionado e com vontade de poder tourear na Moita. Quero dar o melhor de mim e entregar-me! Quero triunfar e sei que posso fazê-lo! Se os touros nos possibilitarem mostrar o nosso toureio, estou totalmente seguro, tanto eu como os meus colegas daremos uma grande noite de toureio aos aficionados!”.

O cartel da corrida de touros a 16 de Setembro é o seguinte:

Dia 16 – 22:00 horas – Corrida de Toiros

Matadores: Nuno Casquinha, “Cuqui” e “Juanito”

Ganadaria: Palha

 

Entrevista e Texto: Sónia Batista
Coordenação e Edição: Rui Lavrador
Fotografia: João de Sousa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.