Júlio Resende continua a levar Amália e o Fado aos palcos internacionais

Julio Resende02

 

O pianista Júlio Resende até ao final do ano de 2016 vai actuar no Luxemburgo (13 de Outubro), Oslo (11 e 12 de Novembro) e Cairo (13 de Dezembro). Aos palcos internacionais leva o álbum “Amália por Júlio Resende”, lançado há 3 anos. O disco de tributo ao fado, que é encerrado com um magistral dueto onde a voz da diva do fado é  “convocada”.

 

 

O dueto entre Júlio Resende e Amália Rodrigues foi aclamado pela crítica nacional e internacional, tendo arrecadado a classificação de cinco estrelas pela prestigiada revista francesa “Clássica”, que classifica os melhores músicos e instrumentistas do mundo. O pianista é descrito como “…um músico inteiramente livre, a quem tudo é permitido”.

 

 

Já no próximo dia 13 de Outubro, Júlio Resende fará a sua estreia na Philharmonie do Luxemburgo ao lado do bahiano Moreno Veloso, concerto integrado no Festival Atlântico onde figuram grandes nomes da musica lusófona, como Mayra Andrade, António Zambujo, Maria Gadú ou Mário Laginha.

 

 

Nos dias 11 e 12 de Novembro o pianista rumará a Oslo (Noruega) com a fadista Katia Guerreiro para dois concertos em formato de piano e voz: o primeiro acontece no Cosmopolite Scene e o outro no Nøtterøy Kulturhus.

 

 

Ainda este ano (13 de Dezembro) Júlio Resende fará a sua estreia absoluta no Egipto onde fará um concerto de piano solo, com “Amália” na Opera do Cairo.

 

 

Em Portugal,” Amália por Júlio Resende” será apresentado no dia 16 de Outubro no Teatro da Vista Alegre em Ílhavo.

 

 

Olhando para o fado e para a canção portuguesa de um modo pouco tradicional e bastante arrojado, não seria óbvia esta missão de embaixador da música portuguesa. Resende tem sido convidado frequentemente a “cantar” Portugal um pouco por todo o mundo: França, Alemanha, Croácia, Sérvia, México, Japão, Estados Unidos da América e Timor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.