Lisboa Soa regressa e com nova localização

 

 

O Lisboa Soa – Encontro de Arte Sonora, Urbanismo e Cultura Auditiva está de regresso com a premissa de aprofundar a reflexão sobre o som e pensar a escuta como forma de criar pontes num mundo com cada vez mais muros.

 

 

Assumindo a sua itinerância por diferentes espaços da cidade, o festival instala-se este ano em três reservatórios de água de Lisboa. Mãe d’Água das Amoreiras, Reservatório da Patriarcal e Galeria do Loreto recebem quatro dias de descoberta verdadeiramente underground através de concertos, instalações site specific, masterclasses, workshops e passeios sonoros criados por artistas, nacionais e internacionais, que exploram as características físicas do espaço envolvente, levando a audiência a fruir, interagir, aprender e reflectir sobre o ambiente acústico que a rodeia.

 

 

Assim, dia 20, o festival abre com concerto de Sirius, da dupla Yaw Tembe e Monsieur Trinité. Logo depois, da música e artista japonesa Tomoko Sauvage explora o som e as linguagens da improvisação na sua relação com o meio onde se insere.

 

 

No dia 21, escutamos Mestre André e Carlos Godinho com o projecto Banha da Cobra, e o músico brasileiro Luís Bittencourt, mestre da experimentação de todo o tipo de instrumentos: da percussão às cordas, passando por objectos do quotidiano.

 

 

Sábado, dia 22, o espaço idílico da Mãe d’Água recebe Ricardo Jacinto, um dos mais destacados artistas sonoros nacionais, e, de seguida, a norueguesa Jana Winderen, reconhecida pelo seu trabalho em torno de ambientes sonoros e ecossistemas de difícil percepção auditiva para o ser humano.

 

 

No último dia, a 23, destaque para o concerto da dupla Henrique Fernandes e Jorge Quintela, e para a masterclass com Edu Comelles, oportunidade única para aprender com o artista e músico espanhol dono de uma vasta experiência nos campos da experimentação, arte sonora, produção musical e desenho de som.

 

 

Além da masterclass, Edu Cornelles marca presença no Lisboa Soa com a instalação “Sínia / Noria / Azenha” criada propositadamente para o espaço Casa do Registo. A programação de instalações sonoras conta ainda com obras de Lukas Kuhne, Diana Policarpo, Henrique Fernandes e Jorge Quintela, e do trio Saša Spačal, Mirjan Švagelj e Anil Podgornik.

 

 

Durante todos os dias do festival, há ainda oportunidade de participar em vários workshops e passeios sonoros empreendidos por alguns dos artistas convidados desta edição, entre os quais, Lukas Kuhne, Edu Comelles, Henrique Fernandes/Sonoscopia e Mafalda Roma.

 

 

Integrado nas festas da cidade Lisboa na Rua 2018 e co-produzido pelos Produtores Associados e EGEAC, o Lisboa Soa é concebido pela investigadora portuguesa Raquel Castro.

 

 

Depois de duas edições muito bem acolhidas pelo público, na Tapada das Necessidades (2016) e Estufa Fria (2017), a 3.ª edição leva a aventura sonora aos espaços da Mãe d’Água das Amoreiras, do Reservatório Patriarcal e da Galeria do Loreto. Muda-se o cenário, mas o convite é o mesmo: parar e… ouvir!

 

 

Para mais informações e inscrições na masterclass e nos workshops, contactar através do email lisboasoa@gmail.com.

 

PROGRAMA COMPLETO

CONCERTOS

20 SET / Mãe d’Água das Amoreiras

18:30 | SIRIUS (Yaw Tembe e Monsieur Trinité), Portugal

19:30 | TOMOKO SAUVAGE, Japão

 

 

21 SET / Mãe d’Água das Amoreiras

18:30 | BANHA DA COBRA (Mestre André e Carlos Godinho), Portugal

19:30 | LUÍS BITTENCOURT, Brasil

 

 

22 SET / Mãe d’Água das Amoreiras

18:30 | RICARDO JACINTO, Portugal

19:30 | JANA WINDEREN, Noruega

 

 

23 SET / Reservatório da Patriarcal

19:30 | HENRIQUE FERNANDES e JORGE QUINTELA, Portugal

 

 

MASTERCLASS*

23 SET / Mãe d’Água das Amoreiras

16:30 | EDU COMELLES, Espanha

 

 

INSTALAÇÕES SONORAS

20 a 23 SET

Mãe d’Água das Amoreiras

10:00 – 20:30

LISTENING STATION | LUKAS KUHNE, Alemanha

CHINAMPA (let the water lose its still form) | DIANA POLICARPO, Portugal

Casa do Registo

10:00 – 20:30

SÍNIA / NORIA / AZENHA | EDU COMELLES, Espanha

Reservatório Patriarcal

10:00 – 20:30 (sexta-feira, 21 de Setembro: até às 18:00)

SUBLUMIA | HENRIQUE FERNANDES e JORGE QUINTELA, Portugal

MYCONNECT | SAšA SPAčAL, MIRJAN ŠVAGELJ, ANIL PODGORNIK, Eslovénia

 

 

 

WORKSHOPS e PASSEIOS SONOROS*

 

 

21 SET 11:30, 14:30 | 22 SET 11:30 | 23 SET 14:30

SONIC WALKS | LUKAS KUHNE, Alemanha

Máximo de participantes por passeio sonoro: 20

22 SET 14:00

Mãe d’Água das Amoreiras

BUILDING A MICROPHONE KIT | EDU COMELLES, Espanha

Máximo de participantes: 15

22 SET 14:00

Reservatório da Patriarcal

THE ATLAS OF UTOPIAN INSTRUMENTS | HENRIQUE FERNANDES/SONOSCOPIA, Portugal

Máximo de participantes: 25

23 SET 11:30

Mãe d’Água das Amoreiras e Galerias do Loreto

PARE. ESCUTE… OUÇA! (stop. listen… hear!) | MAFALDA ROMA, Portugal

Máximo de participantes: 12 (crianças > 8)

 

 

*

Para mais informações e inscrições na masterclass e nos workshops, contactar através do email lisboasoa@gmail.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.