Lisboa: “Topografias Imaginárias” traz cinema ao ar livre

topografias

 

 

“Lisboa, cidade do Sul” é o tema do ciclo de cinema comentado “Topografias Imaginárias”, do Arquivo Municipal de Lisboa – Videoteca, que vai para a sua quarta edição e que vai ser realizado nos primeiros dois fins-de-semana de Setembro (dias 1, 2, 3, 8, 9 e 10). Estes visionamentos vão acontecer duas vezes por dia, às 18:30 e às 21:30.

 

 

 

Este ciclo vai passar por seis locais da cidade (Ponte Vasco da Gama; Museu da Carris; Quinta do Alto, em Alvalade; Vale Fundão, em Marvila; Miradouro de Santo Amaro e o Teatro de Carnide) e vai exibir onze filmes de diferentes origens, como é o caso do México, Chile ou Portugal.

 

 

 

Do programa do “Topografias Imaginárias” fazem parte os filmes: “O Descobrimento do Brasil”, de Humberto Mauro (01 de Setembro); “O Caso J.”, de José Filipe Costa (01 de Setembro); “Milagre na Terra Morena”, de Santiago Álvares (02 de Setembro); “Outro País”, de Sérgio Tréfaut (02 de Setembro); “Zéfiro”, de José Álvaro de Morais (03 de Setembro); “La Ilusión viaja em tranvía”, de Luís Buñuel (08 de Setembro); “Los barcos”, de Dominga Sottomayor (09 de Setembro); “Fuera de quadro”, de Márcio Laranjeira (09 de Setembro); “Mauro em Caiena”, de Leonardo Mouramateus (09 de Setembro); “Où est la jungle?”, de Iván Castiñeras Gallego (09 de Setembro) e “El Dorado XXI”, de Salomé Lamas (10 de Setembro).

 

 

 

Com o tema “Lisboa, cidade do Sul”, cada sessão deste ciclo será comentada. Estes comentários serão realizados pelos realizadores José Filipe Costa, Salomé Lamas e Dominga Sottomayor ou por investigadores, críticos ou historiadores como é o caso de Eduardo Victorio Morettin, João Mário Grilo ou Tiago Baptista.

 

 

 

Os filmes apresentados apresentam um olhar sobre a cidade e como o olhar cinematográfico pode ajudar a reinventar Lisboa. Estas películas apresentam uma troca de olhares entre Lisboa e a América Latina, duas regiões do mundo que estão ligadas uma à outra há séculos. Estas sessões de visionamento de cinema ao ar livre vão ajudar a mapear o Sul.

 

 

 

“Topografias Imaginárias” é de entrada livre e os transportes serão gratuitos até ao local da projecção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.