Lu Araújo revela que Mimo Amarante vai “ampliar a quantidade de portugueses” no cartaz

 

 

Lu Araújo, directora do Mimo Festival, marcou presença no Talkfest, esta sexta-feira no Museu das Comunicações e falou ao Infocul sobre o que esperar da edição deste ano, em Amarante, que decorrerá de 26 a 28 de Julho.

Em termos de cartaz disse que “ainda não posso confirmar nada, mas daqui a pouco tempo você vai saber em exclusividade, mas vai ampliar a quantidade de portugueses este ano” até porque “têm exibido óptimas ofertas, tenho visto muitos shows, aqui em Portugal, bastante interessantes, estou percebendo que a música portuguesa tem uma nova geração muito boa e muito expressiva e isso me animou muito, inclusive para levar uma parte dessas pessoas ao Brasil e então acho que a gente vai ampliar essa abrangência da música portuguesa dentro do festival e deve manter a unidade de um passado: concertos, exposição de arte, ocupar vários sítios da cidade, de 26 a 28 de Julho, firme e forte”.

Sendo um festival de acesso gratuito, questionámos sobre o orçamento e como é sustentável, tendo Lu explicado que “é uma luta, porque por mais que o festival tenha alcançado um espaço, apesar de muito novo, fizemos a 3ª edição em 2018, agora é a 4ª, mas é uma luta anual, porque os patrocinadores precisam de ser renovados anualmente, mas ele tem uma característica, ele tanto fideliza o público, como tem acontecido com os patrocinadores, a Santa Casa se mantém, a fundação Millenium se mantém, outro como cervejas, também se mantém, e a Câmara de Amarante. Agora devo dizer que a gente ainda faz tudo com muito contadinho”, brincando que “se tiver dinheiro, 1 milhão, se não tiver é com o que tiver”, sobre o orçamento.

Espera receber entre “85 a 90 mil pessoas” nos três dias de festival.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.