Luís Vitorino afirma que Festival Internacional de Música de Marvão foi “acima das expectativas” (C/Som)

 

 

 

 

Encerra este domingo, 29 de Julho, a quinta edição do Festival Internacional de Música de Marvão, festival no qual o Infocul marca presença, aproveitando a oportunidade para entrevistar o Presidente da Câmara Municipal de Marvão, Luís Vitorino.

 

 

Foi um festival que decorreu acima das expectativas, temos hoje um publico muito diversificado que vem de vários pontos da Europa assistir a este festival”, começou por nos dizer, antes de assumir que esta edição “foi um sucesso”.

 

Em termos de importância, destaca que “este festival vem promover, não só Marvão como toda a região, é um evento âncora que vai aqui captar novos públicos, estes que são importantes, que é um publico acima da média e que gasta dinheiro em Marvão, movimenta a economia local e isso é bom para o território”, contudo diz que o festival tem ainda muito para crescer,  pois “este festival ainda pode ser melhor do que aquilo que está a ser. Nós estamos numa quinta edição de consolidação em que o festival já se está a afirmar, a Presidência da Republica está empenhada em ajudar e a promover, este ano trouxe aqui o corpo diplomático acreditado em Lisboa, é um grande salto, é a primeira vez que veio a Marvão tantos embaixadores de uma só vez e fica na história”, não escondendo o orgulho desta ocorrência.

 

Sobre o investimento e retorno que o festival representa para o município, esclareceu que “a Câmara Municipal atribui um subsidio à Associação de Musica de Marvão de 22.500€ e dá toda a logística, mas olhando para o retorno, esses 22 mil euros têm um retorno que a gente não é capaz de calcular no imediato, é um retorno que se gastasse esse dinheiro num anúncio publicitário não teria esse retorno”.

 

 

 

O Festival Internacional de Música de Marvão conta com direcção artística de Juliane Banse e Christoph Poppen, pretendendo, através da música, unir povos, ser um festival acessível a todos, ter uma programação e elenco de qualidade, tentar preservar a identidade e património cultural, arquitectónico e natural da região e claro manter um crescimento sustentado e sólido. A quinta edição decorre de 20 a 29 de Julho.

 

 

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 28/07/2018


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

_