Luísa Sobral e Rui Massena são os convidados especiais da PianOrquestra, no Misty Fest

 

 

10 mãos e um piano preparado. Quem diria que um conceito que teve, por exemplo, em John Cage um dos seus grandes criativos – o de intervir sobre a mecânica sonora do piano através da adição de objectos a ele estranhos – poderia ter uma vida tão diferente?

 

 

É essa a proposta dos brasileiros da PianOrquestra, grupo singular que toma o piano como um quase infinito universo de possibilidades. O Globo nomeou o seu espectáculo como um dos melhores do ano e o histórico João Bosco, que fez uma digressão dedicada a Pixinguinha com a PianOrquestra, descreveu-os como “uma surpresa” e classificou o espectáculo conjunto como “maravilhoso”.

 

 

O grupo que garante produzir “música instrumental brasileira como nunca ninguém viu ou ouviu” inclui o consagrado pianista Claudio Dauelsberg que se apresenta ao lado das também pianistas Mariana Spoladore, Priscila Azevedo e Anne Amberget além da percussionista Masako Tanaka. Neste formato, a PianOrchestra tem pisado os mais conceituados palcos mundiais arrancando sempre os mais efusivos aplausos e elogios.

 

 

Em Portugal, a PianOrchestra convida Luísa Sobral para com eles subir ao palco num espectáculo que promete muitas emoções fortes e algumas surpresas. A premiada cantora e guitarrista terá a oportunidade de revisitar alguns acarinhados momentos do seu reportório com um acompanhamento inédito, surpreendente e até divertido. No Porto, o leque de convidados alarga para o maestro Rui Massena.

 

 

A PianOrchestra e convidados subirão ao palco do CCB a 6 de Novembro e três dias depois apresenta-se em Coimbra no Convento de São Francisco. A 12 de Novembro será a vez da Casa da Música receber este extraordinário concerto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.