Magafest

 

A 10 de Setembro realiza-se a MagaFest 2016 no Palácio Sinel de Cordes. Faltam apenas quatro dias para que a grande celebração das Magasessions se instale no Palácio Sinel de Cordes.

 

 

Das 18:00 às 02:00, Tò Trips & João Doce (21:00), Selma Uamusse (23:30), Norman (00:45), Carlos Bica + Jim Black + Frank Mobus (22:15), Madalena Palmeirim (actua às 18:00), Sopa da Pedra (19:00), Alek Rein( 20:00), Abysmo Speed Date e os Tra$h Converters (que vão realizar um DJ set) são alguns dos nomes que vão por aqui passar. Sete concertos com alguns dos músicos mais interessantes da cena independente nacional.

 

 

E que melhor maneira senão importar a sala de estar da casa de Inês Magalhães para o jardim incrível da Trienal de Arquitectura de Lisboa para mais uma edição do MagaFest 2016. Mas se as actuações vão encher o jardim, dentro das inúmeras salas do palácio há mais propostas. Para além da música, a Magafest também é celebrada na exposição de Vera Marmelo & Luísa Jacinta.

 

 

A fotógrafa Vera Marmelo escolheu uma série de fotografias que pretendem trazer um bocadinho da casa ao palácio, das caras familiares que não falham uma tarde de domingo. Transportar o ambiente da casa para fora de portas! Tudo muito caseiro, muito à imagem do que encontramos nos corredores e salas da casa da Inês.

 

 

A editora Abysmo escolheu cinco autores que se dispõem a tudo durante 5 minutos num speed date com um leitor. Para o que ele bem entender, para o ouvir dizer a sua poesia, de outros ou apenas para uma conversa sobre o tempo. Enfim, tudo, porque é disso que se trata quando se fala de literatura.

 

 

Todos os caminhos dão para chegar ao Palácio Sinel de Acordes. Se for de metro sai na Estação Santa Apolónia e anda 7 minutos a pé; tem os autocarros 734 e 712 e ainda pode apanhar o eléctrico 28 sentido Estrela-Graça e fica a 5 minutos a pé do local. Os bilhetes custam 20 euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.