Magano lançam disco de estreia homenageando o Cante Alentejano

 

 

 

Depois de um primeiro avanço com “Chamaste-me Extravagante”, o álbum de estreia dos Magano, banda de Sofia Ramos, Nuno Ramos e Francisco Brito, foi lançado na passada sexta-feira, dia 5 de Outubro.

 

Neste disco homónimo, que conta com o apoio da Rádio Sim, os Magano prestam homenagem ao Cante Alentejano de modo admirável. Recolhendo em grande parte repertório tradicional, o trio estabelece com este género musical uma relação peculiar. Influenciados por referências musicais muito diversas, que vão do fado ao jazz, mantêm a essência do Cante ao mesmo tempo que o reformulam com ousadia.

 

 

 

Ao longo do álbum, vamo-nos apercebendo de como a banda não hesita em arriscar novos arranjos e soluções melódicas, dando origem a uma sonoridade única. Em músicas como “Os Olhos Daquela Aquela” e “Montinho”, torna-se claro que a proposta resulta, e que os Magano cativam sem dificuldade aqueles que ouvem as suas “histórias cantadas”.

 

Celebrando aquela que consideram ser “uma forma de expressão muito verdadeira e, por isso, com um grande peso emocional”, os Magano vêm para falar daquilo que mais amam – e para despertar esse mesmo fascínio em todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.