Maluma aumentou ‘Temperatura’ e fez ‘Felices Los 4’ e muitos milhares na Altice Arena

O Altice Arena recebeu este sábado a estrela sul americana Maluma, num concerto inserido na sua ‘World Tour’.

Num alinhamento longo e em que a produção visual foi aposta forte, não houve convidados especiais em palco mas houve muitos ilustres a assistir na sala lisboeta.

Um gigante pano branco cobria o palco e ao descer iniciou-se a projecção de um vídeo relativo à digressão, antecedendo-se assim a entrada dos músicos e posteriormente de Maluma em palco.

Em tons fluorescentes de amarelo, verde e laranja, além de uns óculos de ciclista, Maluma foi rapidamente colocando o público em histeria e a cantar os temas.

Sem óculos, o êxtase tomou conta da plateia. Por entre um bom desenho de luz, uma mega produção visual e um corpo de bailarinas vestidas sensualmente, Maluma iniciou com Mala Mia, seguida de Corazon, Vente pa Cá, Chantaje e Borro Cassette.

‘Boa noite Lisboa. Eu não falo português mas percebo um pouqinho‘ disse num português perceptível antes deste último tema no qual dirigiu mais umas palavras, ‘eu te amo Portugal, te quiero‘. Recebeu um soutien vindo da plateia e várias bandeiras de diferentes países. Pendurou o soutien no suporte de microfone.

Num momento mais tranquilo acenderam-se as luzes dos telemóveis e Maluma despiu o casaco para interpretar uma balada com o público a cantar sozinho o refrão perante gáudio do cantor. 11 P. M antecedeu Amigos con Derechos. Ambas sem bailarinas e apenas com suportes instrumental e vocal.

Seguiu-se um momento acústico apenas com Maluma, acompanhado por uma back vocal e guitarra. Creéme resultou num momento romântico e bonito. Desenvolveu depois uma conversação com o público para dizer que estava enamorado por Portugal e que o ambiente era incrível,antes de interpretar ‘Que más pue’. Ainda em ambiente e formato acústico ouviu-se Perdedor.

Após momento visual, que serviu para Maluma trocar de roupa, regresso a palco para acelerar de novo o ritmo com mais um tema, antes de se deslocar para uma ‘ilha’ (segundo palco) no meio da plateia. Aí foi tentando aproveitar os 360 graus para interagir com todos os sectores que tinham público,tendo ainda chamado algumas fãs ao pequeno palco para dançar, abraçar e beijar.

Caminhando para o término do concerto, deixou os temas mais conhecidos para o previsível clímax deste espectáculo. El Prestamo, Medellin (single do novo disco de Madonna, no qual participa), 4 Baby’s, Temperatura, Carnaval e culminando no maior sucesso Felices Los 4.

Uma noite de muita luz, dança, cor e entretenimento.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6324 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.