mexefest1

 

 

Setembro está aí, mês de recomeços e altura ideal para organizar a agenda para os próximos meses. Tempo de reservar definitivamente os dias 24 e 25 de Novembro, datas da próxima edição do Vodafone Mexefest, que tem mais novidades: a Avenida da Liberdade em Lisboa vai acolher o calor africano dos Songhoy Blues e a poesia inconfundível de Manel Cruz.

 

 

 

Sabemos que cada banda tem a sua mitologia, mas poucas podem contar uma história (real) tão forte como aquela que foi vivida pelos Songhoy Blues. Obrigados a fugir do norte do Mali pela violência exercida por fundamentalistas islâmicos, Garba Touré, Aliou Touré, Oumar Touré e Nathanael Dembelé encontraram-se uns aos outros na capital Bamako, onde também reencontraram a preciosa liberdade de fazer música.

 

 

 

A riqueza da música do Mali em conjunto com as melhores referências anglo-saxónicas resulta num magnífico blues do deserto. Depois do sucesso do disco de estreia, “Music in Exile”, os Songhoy Blues voltam a juntar blues, funk e rock & roll no novíssimo “Résistance”, mas arriscam mais ingredientes: uma pitada de hip-hop e reggae fazem com que o convite à festa seja ainda mais irresistível. Temas como “Bamako” ou “Yersi Yada” prometem aquecer o público do Vodafone Mexefest.

 

 

É impossível fazer uma história da música portuguesa sem referir o nome de Manel Cruz. Responsável pelos portuenses Ornatos Violeta, tornou-se a voz de uma geração e, durante muitos anos, a esperança maior do rock cantado em português. Além do sucesso da banda Ornatos Violeta, Manel Cruz sempre fez questão de colocar o seu talento ao serviço de múltiplos projetos: Pluto, Supernada ou Foge Foge Bandido mostram que é possível ser versátil sem nunca perder a identidade.

 

 

 

Nos últimos dois anos, Manel Cruz, com Nico Tricot, Edu Silva e António Serginho, apresentou “Estação de Serviço”, um projeto que entretanto evoluiu para “Extensão de Serviço”. Nos planos de Manel Cruz está também a edição de um novo disco, já no próximo ano, em 2018. Enquanto esse disco não chega, já podemos ouvir uma nova canção: “Ainda Não Acabei”. Uma canção que soa a… Manel Cruz, claro. O público do Vodafone Mexefest não esperaria outra coisa.

 

 

 

Os passes únicos para o Festival encontram-se à venda na Blueticket e locais habituais, e agora também na App Vodafone Mexefest, com desconto para clientes Vodafone.

 

 

Confirmados:

 

Aldous Harding, Cigarettes After Sex, Childhood, Destroyer, Julia Holter, Manel Cruz, PAULi, Songhoy Blues, Valete

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6787 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.