Maria da Nazaré: “Já fui inspiração para muita gente que hoje não me liga nenhuma”

 

 

 

Maria da Nazaré é a madrinha da Gala de Fado d’ A Voz do Operário e também dá a imagem ao troféu atribuído anualmente.

 

 

 

Para mim é uma honra, como deves calcular, porque já é o segundo ano e penso que vai ser até daqui a cinquenta anos, já cá não estou, mas pronto paciência, é uma honra”, começou por nos dizer, acrescentando que “já fui inspiração para muita gente que hoje não me liga nenhuma, mas eu penso que é sempre bom, mas eu sou fadista não sou artista como costumo dizer, eu sinto que sempre dignifiquei a modalidade, portanto o fado…, dei conselhos a muita gente… se os seguiram ou não, o problema foi deles ou delas, mas eu sinto-me tranquila com o meu percurso nos fados”.

 

 

 

Revelou ainda que “vou ter agora um disco de parceria com o António Passão, acabámos agora a gravação, mas pronto já não é este ano, o lançamento será provavelmente no início do ano”.

 

 

Fotografia: Gala de Fado A Voz do Operário (Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.