Mariano Marovatto antecipa lançamento de disco com Lampião

mariano-marovatto

 

O luso-brasileiro Mariano Marovatto antecipa lançamento de disco com Lampião.

 

 

“Selvagem” será lançado no dia 03 de Fevereiro de 2017, em Portugal. Escritor, cantor e compositor, Marovatto vem despontando como uma das figuras chaves de sua geração no Brasil, tanto na literatura quanto na música.  Desde a década passada vem gravando alguns discos importantes da cena brasileira como “Aquele amor nem me fale” e “Praia”.

 

“Selvagem” é o terceiro álbum de canções de Mariano Marovatto, porém nenhuma das canções é sua e sequer possuem uma autoria definida. O repertório em questão foi montado exclusivamente por temas folclóricos brasileiros e portugueses que foram deixados de lado pela linha evolutiva e pela memória musical do grande público nos dois países. As faixas foram escolhidas após extensa pesquisa, etnológica e pessoal, de Mariano pelas recolhas feitas por Michel Giacometti, Fernando Lopes-Graça, Tiago de Oliveira Pinto e Max Peter Baumann, em Portugal, e pela Missão de Pesquisas Folclóricas, de 1938, capitaneadas por Mário de Andrade, então secretário de cultura do governo de São Paulo, pelo nordeste brasileiro.

 

 

“Selvagem” não se trata apenas de um resgate histórico, mas sim de uma actualização “rebelde”, como quer o cantor, levando em consideração a sonoridade e os outros dois participantes do álbum: Pedro Sá, parceiro de Marovatto, um dos guitarristas mais aclamados do Brasil, colaborador assíduo desde os anos 90 de Caetano Veloso, principal responsável pela trilogia Cê, Zii e Zie e Abraçaço e directamente de Tóquio vem a artista vocal Ami Yamasaki, uma das principais expoentes da vanguarda sonora do Japão na actualidade.

 

 

Ao longo do processo de gravação do disco, Mariano manteve um diário elucidativo sobre o conceito de “Selvagem”. O diário pode ser lido no site www.marovatto.org/selvagem. O disco foi lançado em Julho.

 

 

Parceiro musical de Romulo Fróes (um dos compositores responsáveis pelo renascimento de Elza Soares em “Mulher do Fim do Mundo”), Jonas Sá, Bruno Medina (ex-Los Hermanos) ou Domenico Lancelotti, Mariano também já editou oito livros, a sua maioria de poemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.