Matias Damásio levou “Augusta” ao Altice Arena mas brilharam Mariza e Vanesa Martin

 

 

Matias Damásio subiu, pela primeira vez, ao palco da Altice Arena para um espectáculo no qual apresentou alguns temas do seu mais recente disco, “Augusta”, revisitou discografia antiga e contou com convidadas especiais.

 

 

Perante sala cheia, mas não esgotada, as luzes apagaram e aos primeiros acordes dos músicos uma base elevatória descia no palco, com Matias Damásio, soltando assim a primeira grande ovação da noite. Antes, tinha passado um pequeno resumo do percurso de vida, difícil, do cantor angolano. Da probreza em Angola até ao estrelato actual!

 

 

 

 

Um espectáculo em que o primeiro elemento a destacar são os músicos que acompanharam Matias Damásio. Irrepreensíveis. Grande performance ao longo de todo o concerto! Em segundo, a simplicidade em palco e a interpretação de Matias Damásio. É conhecedor da sua voz e sabe qual o melhor caminho para a potenciar e defender, complementando isso com acompanhamento de guitarra. Nos temas em que junta os dois, chega mais perto de quem o ouve. Por último, não menos importante, a valia das convidadas: Pérola, Áurea, Vanesa Martin e Mariza.

 

Só para te Abraçar”, com Pérola, “Fecha a Porta”, com Áurea, “Porque Queramos Vernos”, com Vanesa Martin, e “Quem me dera”, com Mariza, foram os duetos da noite. O dueto com Mariza foi o momento e que o público soltou todo o poder das cordas vocais, embora todos os duetos tenham resultado muito bem.

 

Num espectáculo que visualmente, embora interessante, esteve longe de ser encantador ou intenso, destaca-se sobretudo pela sobriedade e classe de Matias Damásio, no canto e na conversa com o público.

 

I wanna be Your Hero”, “Angola” (numa homenagem ao seu país), “Papá” (numa homenagem ao seu pai e que levou o seu progenitor a palco), “Loucos” ou “Bouquet de Rosas” foram alguns dos temas que integraram o alinhamento e que mais puxaram pelo público.

 

 

Texto: Rui Lavrador
Fotografia: Cátia Sofia Luís

 

 

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6226 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.