Mesa de Frades: Uma casa de fados de referência no EDP Fado Café

No terceiro e último dia de NOS Alive, a Mesa de Frades trouxe o fado ao EDP Fado Café. Pedro de Castro, Teresinha Landeiro e Ana Sofia Varela foram as estrelas de uma tarde em que houve ainda espaço para alguns convidados brilharem.

A Mesa de Frades é uma das mais conceituadas casas de fado e marcou presença nesta primeira edição do Fado Café Concerto no NOS Alive. Pedro de Castro e a sua guitarra portuguesa dispensam apresentações tal o seu percurso e qualidades demonstradas ao longo do mesmo.

 

 

Numa tarde em que subiram ao palco por quatro ocasiões, as vozes de Teresinha Landeiro e Ana Sofia Varela abrilhantaram ainda mais uma tarde de festa em que os festivaleiros de pop-rock encheram o espaço fadista do NOS Alive e brindaram os músicos com calorosas ovações.

 

 

Teresinha Landeiro apesar da tenra idade é uma força da natureza. Uma voz poderosa, afinada e limpa que emociona quem ouve. Para além do talento vocal, Teresinha sabe como interagir com o público e coloca-lo dentro do espectáculo. Nos momentos em que esteve em palco, conseguiu das maiores ovações da tarde, apenas comparadas às ovações ouvidas nos instrumentais brilhantemente tocados por Pedro de Castro na guitarra portuguesa, Pedro Saltão na viola de fado e João Penedo na viola baixo. Os guitarristas António Martins e Guilherme Banza também participaram, e com qualidade, em trechos deste espectáculo. Do seu repertório constaram temas como “Amor aos molhos” com letra sua e musica de Pedro de Castro, “Marcha de São Vicente”, “Lisboa é sempre Lisboa” de Carlos Ramos, “Bailarico Saloio” ou marcha “Noite de Santo António”.

 

 

Ana Sofia Varela conta com um percurso já longo no fado e fez-se valer dessa experiência em palco. Não esteve tão impactante como Teresinha Landeiro, mas esteve correcta nas suas interpretações. Do seu repertório constaram temas como “Fado Vadio”, “Vagas Paixões”, “Dá-me um abraço, anda daí” ou “Vou dar de beber à dor”.

 

 

As duas fadistas fizeram ainda alguns duetos que resultaram bem. Surpreenderam com “Casinha”, tema celebrizado pelos Xutos & Pontapés em que conseguiram ter como coro a vasta assistência.

 

 

Pedro de Castro está de parabéns pela longevidade da Mesa de Frades e pelo alinhamento bem escolhido para esta tarde num festival dominado pelo pop-rock.

 

 

O NOS Alive tem já confirmada a sua edição do próximo ano, de 06 a 08 de Julho. O EDP Fado Café tem também presença assegurada, tendo esta informação sido dada por Ana Sofia Vinhas por parte da EDP, numa conversa a ser publicada em breve.

 

Fotografia: Arquivo (Apresentação da Rua EDP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.