Miguel Gameiro: “Foi uma gravação um pouco triste, não estive particularmente feliz durante a gravação deste tema”

 

Miguel Gameiro concedeu entrevista ao Infocul.pt para falar sobre o mais recente tema que lançou, “É preciso”, mas também abordar a actualidade provocada pela pandemia e ainda destacar a criação da AMP- Associação Músicos de Portugal.

Miguel Gameiro deu a conhecer, nos últimos dias, o mais recente single. Intitula-se “É preciso”, foi escrito por Miguel Gameiro e composto por Miguel Gameiro e Pedro Zagalo, e foi gravado no estúdio “Canoa Studios”, com Mistura e Masterização de Nelson Canoa. O videoclipe foi gravado na sala do Coliseu dos Recreios e nas ruas de Lisboa. Ambos, sem público.

Sobre o facto de ter gravado numa sala completamente vazia, algo que poderá prolongar-se durante algum tempo, explicou que “o coliseu é, para mim, a nossa sala de espectáculos de referência e estar ali ao piano sozinho e sem público, onde nós músicos deixamos de fazer sentido”.

Assumiu que “foi uma gravação um pouco triste, não estive particularmente feliz durante a gravação deste tema”.

Durante este período de recolhimento imposto pela pandemia, “em mim mudaram muitas coisas”, disse-nos quegosto de acreditar que a humanidade nestes momentos se regenera”.

Sobre algum hobby que tenha ganho nesta quarentena, disse por entre gargalhadas que “aos 46 anos virei youtuber”.

Sobre a crise que afectou todo o sector, disse que “infelizmente nós somos os rostos de um grupo de trabalho grande”, destacando que a sua equipa conta com 12 elementos.

Daí ter nascido a AMP- Associação de Músicos de Portugal, porque “apesar de existir um sindicado, nós pouco ou nada sabemos desse sindicato”.

A entrevista na íntegra, pode ser vista no link abaixo.

Vídeoclipe:

Produção: Filmsy Studios

Realização: Nuno Dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.