Moonspell

 

A VIBES & BEATS e os MOONSPELL  acabam de anunciar uma data para Lisboa, a propósito da comemoração dos Vinte Anos do disco Irreligious. A procura foi tanta, os fãs da capital tanto exigiram que a banda cumpriu e irá apresentar-se ao vivo dia 4 de Fevereiro 2017, o seu primeiro concerto do ano. Tocará na íntegra e por ordem três dos seus discos: Wolfheart (editado em 1995); IRRELIGIOUS (disco de Prata em Portugal à sua saída em 1996) e o aclamado Extinct, último disco editado pela banda.

 

 

 

No ano em que comemoram 25 anos como banda (1992-2017) os Lobos Portugueses regressam a Lisboa para continuar a escrever a sua história em conjunto as personagens principais desta verdadeira saga: a sua alcateia, a sua cidade, um ritual de todos quanto vivem debaixo deste muito particular feitiço.

 

 

Depois de Guimarães e por demanda dos fãs, os MOONSPELL levam até à sala Lisboeta um espectáculo único, celebratório, intenso e visualmente irresistível com um alinhamento que nunca mais se repetirá (2 de Dezembro – Multiusos de Guimarães e 4 de Fevereiro – Campo Pequeno).

 

 

No próximo dia 7 de Outubro, um clássico imortal, considerada por milhares como a obra-prima do Metal Gótico, é re-editado pela Century Media em vinyl, pela primeira vez em 20 anos, desde o seu lançamento original em 1996.

 

 

Em colaboração com a banda, a editora Alemã decidiu revisitar esta peça central da discografia da banda, já que a edição original é virtualmente impossível de encontrar, chegando a preços para cima dos 600€ nos leilões online. Esta edição de vigésimo aniversário inclui alguns extras que com certeza fará as delicias dos fãs old school mas também de todas as novas gerações que o descobriram mais recentemente. 

 

IRRELIGIOUS terá uma edição especial em vinil, com lombada longa, contendo um vinil de 180g.  O álbum (gravado em fita à altura) foi remasterizado para vinil por Patrick W.Engel (Iced Earth, Tiamat, Grave) e estará disponível com um CD gratuito do mesmo disco, um encarte de 4 páginas formato LP com comentários e notas pelo vocalista da banda , Fernando Ribeiro, assim como todas as letras e fotos inéditas da banda ao vivo. A completar a edição: uma réplica do poster promocional do disco, de 1996. Uma edição histórica, a todos os níveis!

 

 

Os MOONSPELL comentam, por Fernando Ribeiro (voz): “Nunca nenhum de nós poderia ter antecipado isto. De todo. Esta possibilidade (tornada real) de após 20 anos, de estar a celebrar um disco e, porque não, uma época de grande música, de fusão, de experimentalismo e liberdade. Este disco será sempre o nosso ponto alto. A nossa pedra de toque. Não que os outros discos sejam menores, nada disso. É só que com o Irreligious sentimos que fazemos parte de um estilo novo, uma fusão nova que nascia ali e a qual estávamos ajudar a definir. Algo Europeu, com a marca Portuguesa, algo novo no Underground, algo clássico, místico. Um belo animal, nascido do encontro de uma noite eterna entre metal e goth. Um filho deles. Iremos tocar alguns concertos para celebrar estas duas décadas. Em Portugal (visitem-nos!), pela Europa…apareçam. E…finalmente, graças à Century Media, a editora que nos descobriu e abriu portas, iremos também trabalhar num edição em vinil do single Opium (mais novidades em breve). Enfim, razões para celebrar connosco pois quando se celebra pela música, a celebração torna-se viva, num valor que nunca como agora foi posto em causa, que nunca esteve tão frágil num mundo que se recusa a livrar-se do fanatismo da religião. A música abraça valores mais altos e escolheram sempre a beleza em vez do terror.”

 

 

Sobre o tema “Opium”, revelam que “é a nossa canção mais conhecida. Se fossemos uma banda Pop/Rock, teria sido o nosso one hit wonder, os nossos 3 minutos de fama. Mas não foi. Tornou-se sim numa canção que atravessou países, mudou mentalidades e trouxe muita gente diferente ao contacto com os Moonspell. Já tocamos a Opium em clubes para muita gente, para pouca; para festivais massivos, em festas de aldeia. Elétrica, acústica, nas melhores listas de karaoke, em adegas entre amigos, em quartos fechados, em África, América, Austrália, Europa, Ásia. Em Portugal. Em Casablanca. Em Pequim. Ontem, hoje , amanhã, sempre connosco unindo os nossos fãs, salvando concertos, arrancando pessoas dos sofás para a pista dos clubes mais dark de Berlim ou Lisboa.”

 

 

Pela primeira vez este tema recebe as honras de edição em vinil através não de uma editora, mas da própria banda que agora forma a ALMA MATER records para gerir e apresentar o repertório da banda com a qualidade que este passado merece. Esta edição estará disponível a 25 de Novembro bem como uma edição especial do disco Irreligious (band edition) que os MOONSPELL também distribuem por mão própria (powered by Rastilho).

 

 

Muitas razões para estar atento a esta celebração que promete durar e encantar uma alcateia que merece toda a gratidão da banda por estes 25 anos de feitiço.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6782 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.