Município de Montemor-o-Velho aprova Moção de Protesto contra Ministra da Cultura

 

 

 

Não pára de aumentar o número de vozes contra as declarações da ainda ministra da Cultura, Graça Fonseca. Aos 44 municípios com actividade taurina, da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, junta-se agora Montemor-o-Velho que considera discriminatória a exclusão da Tauromaquia da proposta de redução do IVA de 13 para 6 por cento nas actividades culturais.

 

 

É mais um sinal para o Governo perceber que este assunto não está esquecido. Os portugueses não esquecem as declarações de Graça Fonseca e somos cada vez mais a considerar que não está preparada para o cargo“, considera Paulo Pessoa de Carvalho, presidente da PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia. 

 

 

Em reunião do executivo municipal, no passado dia 19 de Novembro, foi aprovada por unanimidade a Moção de Protesto que lamenta e repudia as afirmações de Graça Fonseca durante a discussão do Orçamento do Estado para 2019. A ainda ministra, recorde-se, insultou todos os portugueses e em especial os que apoiam a Festa Brava, ao afirmar que a “tauromaquia não é uma questão de gosto, mas de civilização“.

 

 

No documento apresentado pelo vereador Aurélio Soveral Rocha (PPD/PSD-CDS-PP), justifica-se a tomada de posição com a existência de espetáculos tauromáquicos “desde o início do século passado” no concelho, embora Montemor-o-Velho não pertença à secção de Municípios com Atividade Taurina da ANMP.

 

 

Sobre as declarações de Graça Fonseca, a Moção de Protesto repudia a posição da ministra: “Ainda por cima vindo de quem vem, de alguém que tutela ao mais alto nível do Estado uma pasta tão importante como é a da Cultura, que tem o dever de defender e proteger as diversas sensibilidades de arte“.

 

 

O município de Montemor-o-Velho é mais um, com gestão PS, que se junta ao coro de protestos contra a discriminação da tauromaquia em sede do Orçamento do Estado. No total, são já 26 os municípios socialistas que contestam as afirmações da ministra e também de António Costa.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.