Nissah: “Acho de extrema importância usar a minha voz artística para poder ajudar”

Nissah é uma cantora e compositora de 26 anos, nascida em Cabo-Verde. Lançou recentemente o single ‘Heartbeat’, no qual fala de amor. Concedeu entrevista ao Infocul.pt para falar sobre si e o seu lado mais activista.

O vídeo relativo a este tema foi feito durante o confinamento entre Portugal, Suiça e Brasil.

Para além da consciencialização cultural, Nissah marca também posição em diversas causas e projetos sociais. Em 2016 lançou o tema “Superason”, música dedicada a uma amiga da cantora que faleceu vítima de cancro, e cujas receitas revertem na totalidade para a Luta Contra o Cancro em Cabo Verde.

Nissah fez também parte do tema “Mais Vida Menos Álcool”, projecto desenvolvido pela Presidência da República de Cabo Verde, e do qual fez também parte Dino D’Santiago.

Para além disto a Nissah é uma “boss woman” que pretende vincar a posição feminina no meio da música urbana e de hip-hop.

 

O que pretende transmitir com o mais recente single, Heartbeat?

Heartbeat relata o amor, a paixão, todos os sentimentos que batem no nosso coração quando pensamos no nosso crush. Reflete a vontade e o desejo de estar perto de quem amamos. É uma mulher de causas.

Já abraçou várias. Quais as que lhe são mais importantes e para as quais pretende chamar a atenção a sociedade?

Para mim, todas são importantes desde que façam a diferença de uma forma positiva na vida de um ser humano. Não posso ter preferências nesse aspecto, espero fazer e ajudar o máximo que puder.

Esta veia mais ativista, já existia antes de ser artista?

Sim, sempre existiu. O que mudou foi o facto de eu me ter tornado numa pessoa pública, porque com isso veio a vantagem de ter uma voz mais expandida e não continuar a ajudar somente no meu círculo.

Sente que sendo artista poderá usar a arte para fazer chegar algumas causas a quem a segue?

Sim, eu acho de extrema importância usar a minha voz artística para poder ajudar, principalmente agora que estou numa plataforma que consegue atingir mais pessoas, é uma responsabilidade que ao mesmo tempo me faz feliz por saber que estou «mudando» de alguma forma a vida de alguém.

Qual a relação que tem com Portugal?

Pessoalmente a relação é a língua, porque em cabo verde a nossa língua oficial é o Português. E em relação ao profissional seria a Sony Music que é a minha nova família.

Quais as próximas novidades que estão a ser preparadas?

De momento, nessa época triste que estamos ultrapassando, não posso falar mais além mas, pode-se esperar novas músicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.