Evidentualmente’ é o disco que sairá a 25 de Março, em formato vinil e em todas as plataformas digitais, da autoria dos NOA.

NoA é um trio formado por Nuno Costa na guitarra, Óscar Graça nos teclados e André Sousa Machado na bateria.

O trio explora diferentes dimensões e ambientes musicais, privilegiando sempre a interacção. Com o jazz e a música improvisada como pano de fundo, o seu repertório inclui temas originais e arranjos de canções do universo musical popular nacional e internacional. Fruto da sua experiência e cumplicidade, são ainda comuns nos concertos, momentos de improvisação livre onde é evidenciada a partilha e um dialecto comum entre os músicos. Com uma sonoridade elegante, personalidade musical bem vincada  e melodias bem delineadas, este projecto procura assim estabelecer uma estética de fusão entre a contemporaneidade da música cosmopolita e a tradição da música improvisada com origem no jazz”, explicam em comunicado.

Sobre este trabalho discográfico, descrevem que “Miss Q é a peça de abertura. Foi pensada como vários cues musicais e além do contraste da electrónica e do som acústico dos instrumentos, marca também a nossa estreia nas vozes. Valéria é um quase fado que mistura alguma percussão tradicional com uma guitarra eléctrica processada e com uma afinação alternativa, numa alusão ao caos VS tranquilidade. Abertura e O Duende do Velho Oeste funcionam como dois movimentos que pertencem ao mundo do folk e da americana. Sete Anos ao Tabefe e Boas Intenções também foram escritos e pensados como dois andamentos que devem ser interpretados juntos. O primeiro é orientado pela improvisação livre e o segundo pela tensão do ostinato. Ao vivo são separados por um interlúdio/cadência de guitarra mas em estúdio optámos por algo diferente. Les Trois é a peça que serve de ponte entre esses dois temas e o conceito passa por tocarmos os três piano em simultâneo, aplicando e explorando as mesmas técnicas que utilizamos no nosso instrumento de origem. Noriati é uma canção simples, com muito espaço, escrita para as minha filhas. All The Things You Are é um arranjo de um standard com barbas para se adaptar à imagem e à sonoridade deste trio. O disco fecha como abre. Com um take alternativo da intro do Miss Q. Com as novas plataformas ouve-se cada vez mais música avulso mas este alinhamento foi também pensado em termos de encadeamento e para que as composições tracem um fio condutor”.

E para este primeiro disco do grupo já há espectáculos agendados:

Lançamento: 

 25 de Março – Fundação Saramago, Lisboa

 27 de Março – Jazz na Ordem, Porto

 28 de Março – Porta-Jazz, Porto 

30 de Maio – Casa da Cultura de Setúbal

19 de Junho – 50 anos do Liceu de Sintra

25 de Junho – Festas da Cidade, Loures (Por confirmar)

26 de Junho – Lusíada Jazz Fest, Lisboa

9 a 11 de Julho – Hot Clube, Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.