Noite de fado no Casino Estoril com Margarida Soeiro e António Pelarigo

Margarida Soeiro

 

Em noite dedicada ao fado, Margarida Soeiro e António Pelarigo apresentam-se na próxima Quarta-Feira, 14 de Junho, a partir das 22 horas, no Lounge D. do Casino Estoril. Com um enquadramento intimista, esta experiente dupla de intérpretes será acompanhada por Diogo Lucena Quadros e Bernardo Romão, nas guitarras, e Luis Roquette, na viola. A entrada é livre. 

 

 

 

Um nome familiar a muita gente, mas até agora havia muito poucas gravações suas. António Pelarigo, 61 anos, deambula pelo fado com devoção há décadas, mas tem deixado cair muitas hipóteses (e algumas bem sérias foram) de gravar discos ou de se tornar fadista profissional. Tinha a sua vida, a sua família, o seu trabalho, o resto era, apenas, amor ao canto. Fadistices, como ele diz, com uma ponta de ironia e sem menosprezo. Até que um vizinho ribatejano o convenceu agora a gravar. Músico, também com uma editora, insistiu e ele cedeu. O vizinho é José Cid. 

 

 

Margarida Soeiro representa uma das formas mais genuínas e carismáticas que o fado tem. Primeiro as tertúlias, os grupos de amigos depois as casas de fado, mas aquelas casas de fado onde a canção de Lisboa se canta de uma forma livre e espontânea. O seu repertório revisita alguns dos nomes mais importantes da história do Fado, sejam eles os intérpretes, os poetas e os compositores, defendidos com uma capacidade de interpretação única, sem invenções, de uma forma simples e linear mas tão contagiante, como é a própria canção de Lisboa. 

 

 

O cartaz renova-se, às Quartas-Feiras, com um versátil elenco de fadistas. Sara Paixão e João Chora sobem ao palco no dia 21, enquanto Mafalda Arnauth e Gonçalo Castelbranco apresentam-se no dia 28 de Junho. 

 

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos.  

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6327 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.