Novas confirmações para o Super Bock em Stock

 

 

 

A menos de dois meses do Super Bock em Stock, há mais três propostas capazes de conquistar, pela novidade e pela diversidade, o público do Festival, que nos dias 23 e 24 de Novembro chega à Avenida da Liberdade, em Lisboa: a dupla Lola Marsh, a sempre surpreendente Lena d’Água em duo com Primeira Dama acompanhados da Banda Xita, e IAN.

 

Yeal Soshana Cohen nem sequer conhecia o seu futuro colega de banda, Gil Landau, quando apareceu na sua festa de aniversário, em Tel Aviv. Do canto da sala, Yael viu Gil a pegar na guitarra e sentiu que devia acrescentar a sua voz àquele momento. A ligação foi imediata e mantém-se muito forte, até aos dias de hoje. Assim nasceu a dupla Lola Marsh. No início de 2016, surgiu o EP de estreia, “You’re Mine”. O seu indie pop irresistível, fez com que crescessem em pouco tempo, primeiro online e depois ao vivo, com concertos na América do Norte e na Europa. O álbum de estreia, “Remember Roses”, foi editado no verão de 2017 e veio confirmar o talento da banda para fazer belas canções pop, com uma toada melancólica, e ao mesmo tempo otimistas e preocupadas em encontrar beleza até nos momentos mais comuns da vida quotidiana. A crítica ficou rendida a este registo de estreia, graças a temas como “Wishing Girl”, “She’s a Rainbow” ou “Stranger”. Chegou o momento de conquistar também o público português, no Super Bock em Stock.

 

 

Em Janeiro de 2018, na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa Primeira Dama e Lena d’Água revisitaram o cancioneiro um do outro, acompanhados por músicos recrutados ao coletivo Xita Records. O fresco repertório de “Histórias por Contar” e “Primeira Dama”, discos editados por Primeira Dama nos anos de 2016 e 2017, juntaram-se aos clássicos de sempre de Lena d’Água, num concerto que arrebatou o público presente na sala. Ícone da pop-rock portuguesa, Lena d’Água começou a cantar na década de 70, ficando para a história como a primeira mulher a integrar uma banda rock como vocalista, neste caso os progressivos Beatnicks. Foi uma das figuras do boom da música portuguesa na década de 80, primeiro com os Salada de Frutas e depois a solo, também com enorme sucesso e sempre apoiada pela sua Banda Atlântida. Para este concerto no Super Bock em Stock, Lena d’Água apresenta-se acompanhada com a Banda Xita, Inês Matos (guitarra), António Queiroz (baixo), João Raposo (teclas, voz e eletrónica) e Martim Brito (bateria), capitaneada por Manuel Lourenço, mais conhecido como Primeira Dama (nas teclas e voz), uma das figuras emergentes na música portuguesa.

 

 

“IAN – Seguir em frente” – este é o mote da segunda investida do projeto IAN, espelhado nos três temas que ilustram o EP mais recente. O fio condutor é “Spring or Desire” (com o rapper Twezzy) que, tal como a estação do ano, anuncia um redescobrir de sentimentos, de vontades e também do prazer de arriscar. “Stop Stop Never” vinca ainda com mais fervor a estética eletrónica dominante deste projeto, e é um anunciar de intenções, um grito pessoal que não pede desculpa pelo atrevimento de afirmar que desistir nunca é opção. E em “No Name” fala sobre os outros, sobre nós, sobre caminhos que, embora se cruzem, nem sempre convergem. O violino é aqui, tal como na vida de IAN, o seu maior cúmplice. É ele, de resto, que a acompanha profissionalmente, todos os dias, na Orquestra da Casa da Música do Porto. Depois da edição do primeiro EP, e de ter aberto nos Coliseus de Lisboa e Porto os concertos dos The Gift, IAN actuou recentemente no Clube Sixteen Tons, em Moscovo, e no Museu Erarta de São Petersburgo. Como se percebe, no percurso de Ianina Khmelik (IAN) nada foi estático, e é precisamente essa a sua constante: achar que “o resto está sempre por fazer” e acreditar que o caminho é sempre em frente. Já em Novembro, esse caminho passa pelo Super Bock em Stock.

 

 

 

 

O bilhete único válido para os dois dias do Festival encontra-se à venda nos locais habituais, pelo preço de 45€, passando a 50€ nos dias do Festival.

 

 

Já confirmados:

Birds Are Indie, Cavalheiro, Charles Watson, Conan Osiris, Conner Youngblood, Elvis Perkins, Éme, Holly Miranda, IAN, Iguanas, Johnny Marr, Jungle, Lena d’Água e Primeira Dama com a Banda Xita, Lola Marsh, Nakhane, Natalie Prass, Rejjie Snow, Still Corners, The Harpoonist and the Axe Murderer, The Saxophones, Tim Bernardes, U.S. Girls

 

 

 

 

Informação de Bilhetes

 

 

Preço dos Bilhetes

 

Passe único dois dias:

Até 22 de novembro: 45€

Nos dias do Festival: 50€

 

Locais de Venda

Blueticket – Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Galerias Campo Pequeno, ABEP, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, BOL, Coliseu dos Recreios, Festicket

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.