Novembro é o mês do teatro em Elvas

primage_17568

 

O Mês do Teatro, que decorre em Elvas de 4 a 26 de novembro, apresenta 11 peças para diferentes públicos, com o objetivo de formar públicos nesta vertente cultural durante os próximos quatro fins-de-semana.

 

 

De acordo com a organização, “às sextas-feiras somos levados pelas mãos e pelas vozes dos atores elvenses, aos sábados, acompanhados de criadores vindos de fora, viajamos à Rússia, vamos a Cuba. Aos domingos, ao lado das crianças, esquecemo-nos de metade dos nossos anos e rimos o mesmo risso.”

 

 

“Teatro Radiofónico com Textos de Carlos Wallenstein” é a primeira peça a subir ao palco do Cine-Teatro, no dia 4, numa produção da UmColetivo, Rugas, Arkus e do teatro Convento.

 

 

No dia seguinte, 5 de novembro, é apresentada a peça “O Homúnculo”, do Teatro Estúdio Fontenova de Setúbal e, a encerrar o primeiro fim-de-semana da iniciativa, no domingo, está agendada a peça “As Cozinheiras de Livros”, da companhia Valdevinos de Sintra.

 

 

No fim-de-semana seguinte, no dia 11 de novembro, o programa prossegue com “As 4 que mais parecem 8 ou 9…”, da companhia elvense Dizia a Mãe Que Ele Não se Criava e, no sábado “Identidade (…)” um projeto de Salvador Nery em residência artística em Elvas. A encerrar o segundo fim-de-semana a peça de teatro infanitl “O Príncipe Feliz”, da Companhia Paulo Lage, de Lisboa.

 

 

A Associação Cultural de Elvas, UmColetivo, organizadora do evento, dá sequência ao Mês do teatro com a apresentação da peça “Três irmãs”, seguida pela representação de “El Columpio”, de Sofía Cruz, de Sevilha. No domingo o espaço volta a ser dedicado aos mais novos, com “balbucia”, pela Animateatro do Seixal.

 

 

O último fim-de-semana da iniciativa reserva mais duas peças. Na sexta-feira sobe ao palco “D’Abalada”, uma peça dos alunos do curso de Teatro de Elvas e, no sábado, o Teatroensaio, do Porto, apresenta “Transumância”, peça com a qual encerra o Mês do Teatro em Elvas.

 

 

A organização da edição do Mês do Teatro é da responsabilidade da Câmara Municipal de Elvas e da UmColetivo Associação Cultural.

 

 

Os bilhetes encontram-se à venda no local, a partir das 20 horas, no próprio dia e uma hora antes do início do espectáculo, no caso das peças com hora marcada para as 15 horas.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6768 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.