Nuno Casquinha revela que o “maior sonho enquanto matador de toiros seria confirmar a alternativa em Madrid”

O Campo Pequeno recebe, a 29 de Fevereiro, o Dia da Tauromaquia. Nuno Casquinha é um dos integrantes do cartel do festival taurino que realizar-se-á no período da tarde.

O matador nacional, em declarações à Prótoiro, começou por dizer que “para mim é uma enorme alegria estar presente pelo segundo ano consecutivo no Dia da Tauromaquia, é sempre um Festival com imensa categoria. Penso que a minha actuação no ano passado foi bastante positiva e por essa razão a organização decidiu repetir-me”.

Revelou que 2 “estou a preparar-me com muita ilusão, todos os dia treino a pensar nesse dia. Toureei este mês duas corridas importantes em Sócota e uma em Ica, Peru, o que será também importante para chegar a Lisboa com algumas corridas toureadas já esta temporada”.

Neste dia, “o que mais gosto no Dia da Tauromaquia é a aproximação que o público consegue ter connosco e também o facto de se verem sempre imensos jovens nas bancadas, os nossos futuros aficionados!

Relativamente a esta temporada, “a minha ambição para esta temporada é sobretudo ser melhor toureiro que na temporada passada, fazer tudo mais devagar, sem deixar de lado a garra que sempre me caracterizou. Também gostaria de pisar as feiras mais importantes do Peru, ir entrando em Espanha e manter o meu cartel em Portugal”.

Rematou, explicando que “os objectivos, graças a Deus, foram-se cumprindo pouco a pouco, mas neste momento eu maior sonho enquanto matador de toiros seria confirmar a alternativa em Madrid. Pela minha parte, o que prometo é o mesmo nível de entrega e dedicação ao toureio que tive até agora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.