O colectivo Danças Ocultas prepara novo álbum com produção de Jaques Morelenbaum

unnamed(8)

 

Artur Fernandes, Filipe Cal, Filipe Ricardo e Francisco Miguel formaram em 1989 o colectivo Danças Ocultas. O projecto vai lançar um novo álbum, o anterior foi lançado em 2016 e está disponível em vários países, conta produção de Jaques Morelenbaum, reputado maestro, compositor e violoncelista brasileiro com um notável curriculum de colaborações com Caetano Veloso, Marisa Monte ou António Carlos Jobim.

 

 

O Danças Ocultas surgiu para explorar, imaginar e conceber novas linguagens musicais, transformando o mundo pelo som e desenvolvendo todas as possibilidades do instrumento inventado na primeira metade do século XIX, o acordeão diatónico, em Portugal conhecido como concertina.

 

 

Com oito trabalhos discográficos editados e uma das mais prestigiadas carreiras internacionais, o grupo tem apresentado esta sua forma de afirmação da música como linguagem de fraternidade universal pelas mais ilustres salas nos quatro cantos do mundo.

 

 

Para 2017 o grupo está a preparar uma digressão internacional e em 2018 será provavelmente o ano em que o grupo realizará uma das suas mais extensas tournées da sua longa história, que começará em Portugal e se estenderá a países como Alemanha, Áustria, Canadá e a China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.