O “Ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago, é apresentado no Município da Chamusca

EnsaioCegueira-Cartaz

 

Em Janeiro e Fevereiro, o Município da Chamusca realiza o ciclo cultural INquieto. A próxima apresentação deste ciclo acontece no dia 27 de Janeiro e aborda a obra “Ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago.

 

 

A estreia do ciclo cultural INquieto aconteceu a 13 de Janeiro com “Minha querida Anne Frank”, produção da Companhia de Teatro do Ribatejo (CTR). O Antigo Centro Regional de Artesanato esgotou numa noite em que se relembraram os horrores do Holocausto.

 

 

O ciclo, que tem uma periodicidade quinzenal, volta a cena no dia 27 Janeiro, pelas 21:30, no Antigo Centro Regional de Artesanato, com o texto “Ensaio sobre a Cegueira”, de José Saramago. Este espectáculo levará os Chamusquenses numa viagem desconcertante da alma humana através das palavras escritas por um dos grandes autores universais.

 

 

E se fossemos todos cegos? Foi com esta pergunta simples que o Nobel da Literatura partiu para um dos seus mais conhecidos romances. Neste texto a cegueira descrita é representada através de inúmeras metáforas. 

 

 

No início da narrativa as personagens são acometidas pelo chamado “mal branco”, impossível de ser diagnosticado. Considerando a cegueira como metáfora, ao longo deste romance Saramago tenta explicar como as pessoas vão se tornando cegas no mundo contemporâneo, como inexplicavelmente ocorreu com o primeiro cego, a primeira personagem apresentada na narrativa, que cegou quando conduzia o seu automóvel.

 

 

Saramago criou um impressionante quadro de figuras humanas, onde se perde, na ausência da visão, todos, os sentimentos de solidariedade e respeito. Uma guerra cega de valores, que nos faz a todos repensar sobre o sentir humano. Do romance do, até agora, único Prémio Nobel português, saltam figuras inesquecíveis na sua fragilidade e intolerável maldade que pode existir em cada ser humano.

 

 

“Ensaio sobre a cegueira” de José Saramago pode ser visto no dia 27 de Janeiro, às 21:30, no Antigo Centro Regional de Artesanato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.