OCF: Dino D’Santiago terá convidada surpresa e revela-nos que 2016 terá novo disco

Dono de uma sensibilidade única, a sua voz faz-nos viajar por influências musicais que vão desde Portugal a África. Dino D´Santiago é um dos artistas que integra o cartaz do OCF- Oeiras Crescendo Fest, actuando no dia 08 de Abril.

 

Em entrevista ao Infocul.pt o artista fala-nos da carreira, dos concertos já programados, do novo disco que sairá este ano e claro do concerto no OCF. Para este espectáculo terá uma convidada surpresa e um alinhamento preparado ao pormenor.

 

 

Quando surgiu o convite para participar no OCF?

 

O convite surgiu no final do ano passado, foi-mo feito pelo organizador, Celestino, ao qual aceitei prontamente e muito feliz com a iniciativa!

 

 

O que está a ser preparado para este concerto em especifico?

 

Estou a preparar um concerto muito especial para este dia!Onde unirei ao espectáculo musical, um pouco da minha paixão pela pintura.Terei também uma convidada surpresa.

 

 

Com tão vasta carreira (Jaguar Band, Dino SoulMotion, Nu Soul Family) como chegou ao nome artístico de Dino ´Santiago? Ou se preferirmos que importância teve cada um dos projectos atrás mencionados?

 

Hoje sinto que todos os projectos de que fiz parte no passado recente, preparavam-me para encontrar cada vez mais a minha essência.Com todas as viagens que fizemos em tour pelo país e fora de portas também, senti a necessidade de regressar ás minhas raízes,estar mais perto da minha família.Numa viagem a Cabo Verde, em Janeiro de 2010,a minha vida mudou por completo.Senti que a minha alma pertencia aquele lugar!Conversei bastante com as gentes de Santiago, os meus avós, tios,primos,muitos amigos que conquistei e permanecem até hoje como fonte de inspiração para a minha música. A facilidade com que os temas saiam dia após dia, tornaram rápida a minha homenagem ás minhas raízes Santiaguenses. Daí o baptismo de Dino D’Santiago.

 

 

Quando surge a ideia de juntar os sons quentes de Cabo Verde ao Fado?

 

Na altura em que comecei a gravar os temas em Criolo, também passei por uma fase de grande aproximação com o Fado. Trabalhando por inteiro, no ultimo álbum (chamam-lhe fado) de nosso recente comendador Jorge Fernando. Conheci a sua obra graças a uma grande artista e amiga, Fábia Rebordão.Com eles caminhei por várias portas do Fado vivido na primeira pessoa. Diogo Clemente fez também parte desse caminho e permanece até hoje nele!E graças a eles, tive a preocupação de ter 3 temas em Português num álbum que estaria mais direccionado para a Diáspora. Um deles é o Eva.

 

 

“EVA” é o resultado de toda a sua vivência? De todas as suas experiencias?

 

Eva é um resultado da introspecção das minhas vivências e o descobrimento da minha voz, fruto das minhas influências que geraram um novo Eu, e uma nova voz para a nossa Lusofonia.

 

 

Actuando no mesmo dia de Les Triplettes de Lisbonne, há hipótese de interpretarem algum tema em conjunto?

 

Sou fã de parcerias, faço sempre questão de trazer alguém para partilhar comigo o palco, pois música para mim é isso mesmo, uma partilha e constante aculturação em movimento. Se surgir a oportunidade, será um enorme prazer.

 

 

Como está a agenda para 2016? Haverá novo trabalho discográfico?

 

Felizmente este ano será o ano da edição do meu segundo trabalho como Dino D’Santiago. Já tenho todos os temas prontos, onde conto com a produção executiva do genial Kalaf Epalanga, e os arranjos do meu incontornável mestre, Tuniko Goulart. Os concertos e convites internacionais começaram a surgir desde o inicio do ano, levando-me primeiro até a Alemanha, no mês passado de Fevereiro. Países como Cabo Verde, França, Holanda, Suíça, Brasil, Angola, Estados Unidos e obviamente Portugal, serão obrigatoriamente meus pontos de passagem para este ano.

 

 

Como convida o público a ir ao OCF?

 

Acho a iniciativa Multicultural da OCF brilhante!!Uma fusão de culturas, numa Lisboa cada vez mais eclética!Um cartaz para todos os gostos e viagens musicais, espirituais que permitem uma passagem pelo festival em família! Por isso convido a todas as famílias que quiserem levar um pouco de harmonia para os seus lares a sentirem com alegria este meu/nosso convite.

 

 

O cartaz completo é o seguinte:

 

 Dia 08: Les Triplettes de Lisbonne e Dino D’Santiago

 

Dia 09: Miguel Amado Group e Cati Freitas

 

Dia 10: Trama e Simone de Oliveira.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6663 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.