Os Boca Doce têm em “O Bom, o Mau e o Bigode” o seu segundo trabalho

Capa do Disco

 

Os Boca Doce têm em “O Bom, o Mau e o Bigode” o seu segundo trabalho de originais. Este disco foi editado pela Raging Planet.

 

 

Em 2017, a banda oriunda de Cascais apresentou o seu segundo álbum, que surgiu três anos depois de “Rock´n´roll do Bigode”. “Chamar a Música” foi o tema escolhido como primeiro single deste trabalho que deverá, ao longo deste ano, ser acompanhado de outros potenciais hits como “Pó de Arroz”, “A Gente Vai Continar” ou até mesmo o “Desfado”.

 

Se o primeiro registo foi uma amostra pioneira e reveladora das reais intenções do projecto e da qualidade do mesmo (composto por um quinteto com actuais e antigos membros de bandas como os Aside; Fiona at Forty ou Micky Eight), este novo trabalho vem reforçar ainda mais a criatividade e a originalidade da banda.

 

Não é fácil juntar no mesmo disco temas com uma grande intensidade rítmica como é “E Depois do Adeus” ou “Venham Mais Cinco” com “A Bela Portuguesa” ou “Amor de Água Fresca”. Só que estes, é outros temas, são executados com mestria pelo Capitão F. Solidão” – Voz Principal e Coros, “Tó Gentil Leão” – Guitarra e Coros, “Manel Dantas Moscatel” -Guitarra , “Zé Rogério Jardas” – Baixo e “Aurélio Vital Poiares”- Bateria.

 

 

O grupo, que foi criado em 2009, pretende oferecer aos temas clássicos da música portuguesa uma vertente mais punk rock, revivendo desta forma os momentos marcantes de algumas das maiores músicas portuguesas, temas que já foram tocados inúmeras vezes, mas apresentando-as de uma forma que as aproxima às gerações mais novas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.