Oviedo propõe extinção de Touradas. Associação Internacional de Tauromaquia ameaça com tribunais

 

 

A Associação Internacional de Tauromaquia apresentou uma comunicação formal à cidade de Oviedo, afirmando a discordância com o projecto de reforma da praça de touros Buenavista que visa eliminar a celebração da tauromaquia.

De acordo com as informações públicas emitidas pela sessão e as investigações feitas por entidades amadoras do Principado das Astúrias envolvidas, a Praça de Touros de Oviedo poderia ser usada para diferentes actividades artísticas, desportivas e culturais, excluindo e proibindo a celebração de mostra tauromáquica, para a qual foi construído.

A este respeito, o alcaide foi avisado como presidente da corporação, que as três leis que estão em vigor na Espanha, não só previnem este suposto saque cultural, mas forçam por mandato expresso aos Poderes Públicos Centrais, Autónomos e Municipais. , como é o caso, para a conservação e enriquecimento da tauromaquia.

Portanto, a Praça de Touros Buenavista de Oviedo, não pode ser objecto de uma reforma que exclui o uso habitual para o qual foi construído, que não é outro senão realizar espectáculos que recriam Touradas, como parte de Património Cultural Imaterial.

A comunicação dirigida ao consistório, adverte que aqueles que actuam contra as leis que protegem as touradas, além de se exporem, no caso concreto, à suposta comissão de um crime de pilhagem, também estão expostos a serem denunciados pelo crime de prevaricação, caso em que a partir desta Associação Internacional de Tauromaquia as acções legais apropriadas seriam empreendidas.

One thought on “Oviedo propõe extinção de Touradas. Associação Internacional de Tauromaquia ameaça com tribunais

  • Avatar

    A tauromaquia não faz parte da cultura de um povo. É uma prática bruta, cruel, violenta, desasdequada aos tempos modernos.

    «As pessoas não querem, a cidade não quer, a câmara não quer, quem é esta gente para impor touradas? De todas as vezes que os tribunais espanhóis foram chamados a pronunciarem-se ficou claro que o povo é quem mais ordena. NÃO ÀS TOURADAS!» (CAPT – Campanha Anti-tourada Portugal)

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.