Paulo Sousa desvenda o que poderá ser o seu disco e também as suas referências musicais

Paulo Sousa apresenta o single “Todos os Dias”. O Infocul entrevistou o músico que passou a curta carreira em revista e analisou também o panorama musical português.

Paulo Sousa participou nos programas televisivos “Factor X” e “Ídolos”. Foi vencedor do passatempo “Golden Voice Competition”. Tornou-se conhecido do público através do YouTube, sendo atualmente  “YouTuber do Ano”, na categoria de Música.

 

 

“Onde Quero Estar” foi o seu primeiro single e integra a banda sonora da telenovela “Santa Bárbara” na TVI. Venceu no passado mês de Março o Prémio “Artista Revelação do Ano”. “Todos os Dias” integra a banda sonora da série juvenil da TVI,  “Massa Fresca”.

 

 

Apresentamos de seguida a entrevista na integra com o músico:

 

 

1. Paulo, quando começou esta paixão pela música?

 

Os meus pais contam-me que tudo começou na Educação Pré-Escolar, quando a minha educadora lhes disse, quando eu tinha 2 anos, que sentia que eu tinha uma vocação para a música que não era comum.

 

 

2. Quais as suas grandes referências, nacionais e internacionais, no panorama musical?

 

A nível nacional, a minha grande inspiração é o Diogo Piçarra, mas adoro muitos outros trabalhos, como Carolina Deslandes, Agir, Expensive Soul, HMB, NTS, entre tantos outros! No panorama internacional, de destacar o Sam Smith, Ed Sheeran, Beyoncé, Ariana Grande, Michael Bublé, Jamie Cullum, entre muitos outros! É sempre difícil listar artistas porque me estou sempre a lembrar “de mais um”!

 

 

3. Se classificasse a sua música com um género qual seria?

 

É música comercial, dentro do estilo POP.

 

 

4. Qual a importância de ter participado no talento shows, ou se preferir o que trouxe essa participação à sua carreira?

 

Apesar de ter começado esta vertente da música no YouTube foi, de facto, a entrada no Ídolos e o facto de ter sido finalista que me trouxe aquilo que tenho conseguido agora. Neste momento em concreto, pós-Ídolos, tenciono investir mesmo na música, dar o que tenho agora, aproveitar a onda e fazer aquilo que mais gosto, que é viver música. Claro que isso requer muito trabalho da minha parte mas “quem corre por gosto não cansa” e acabo por, aos poucos, ir vivendo o sonho que sempre quis viver.

 

 

5. Como se sente ao ver os seus singles integrarem bandas sonoras de novelas e séries na televisão? É uma forma mais rápida e directa de chegar ao público?

 

Ainda penso que é mentira! Desde jovem que sempre vi novelas, com a família, e sempre tive noção da importância das músicas passarem lá, quase que escondidas, quase todos os dias. Aliás, isso já acontece há uns meses e sempre que passa ainda me sinto estranho. Ou melhor, sinto-me estranhamente bem!

 

 

6. Em termos de discografia o que está a ser preparado?

 

Um álbum que respira música e com o qual me identifique por completo, sem exceções. É importante para mim que, quando estiverem a ouvir o álbum, pensem ou digam “isto soa mesmo a Paulo Sousa”. E tudo isso demora o seu tempo, daí não ter pressa que saia, desde que venham com a qualidade que idealizo e para a qual trabalho.

 

 

7. E a agenda de espectáculos como está? Alguma data a destacar?

 

Nesta próxima semana tenho dois concertos, em Pombal e no Sábado, na Expo Miranda, com os Amor Electro. Felizmente, há já várias datas marcadas para o Verão e o melhor mesmo é seguirem-me nas redes sociais, que eu vou avisando por onde vou andar! Talvez te veja por lá?

 

 

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6324 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.