Pedro Moutinho apresenta “O Fado em Nós” na Casa da Música e CCB: “Sinto que realizei o disco de fado que tanto queria”

Pedro Moutinho

 

Pedro Moutinho é fadista tradicional oriundo de uma família com tradição fadista, e prepara-se para dois concertos importantes, a decorrerem na Casa da Música e no Centro Cultural de Belém. O Infocul entrevistou o fadista sobre esses espectáculos e também sobre o seu mais recente e muito aclamado disco, “O Fado em Nós”.

 

 

A Casa da Música recebe Pedro Moutinho a 19 de Novembro, pelas 22:00, num espectáculo que conta com a participação especial de Danças Ocultas.  A 30 de Novembro será a vez do fadista subir ao palco do Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, num espectáculo inserido no ciclo “Há Fado no Cais” e em que terá como convidados os irmãos Camané e Helder Moutinho, Augusto Fragoso e Heather Conrad e ainda Hugo Fernandes.

 

 

Na base do alinhamento destes concertos estará o último disco do fadista, “O Fado em Nós” que começou a ser pensado “há 2 anos” começa por nos dizer o fadista antes de acrescentar que “sempre quis fazer um disco gravado ao vivo e pensei que este era o momento ideal”.

 

 

O disco de Pedro Moutinho foi gravado no Auditório do Museu do Fado, fugindo assim aos habituais estúdios. Na opinião do fadista, esta situação “trouxe-me aquela liberdade e magia que acontece numa casa de fados ou num palco” destacando “também a importância de ter sido gravado no Museu do fado por toda a história que ali existe e por todas as referências fadistas à minha volta”.

 

 

Neste disco os amantes de fado encontram “alguns dos fados tradicionais que tanto gosto com poesia de Amélia Muge, Manuela de Freitas ou Maria do Rosário Pedreira nos poetas de hoje e também poesia de Alexandre o Neil, Vasco Lima Couto, João Fezas Vital, Fernando Pessoa, entre outros nos poetas do passado” diz-nos Pedro Moutinho.

 

 

Além de provavelmente ser o seu melhor disco, é também o mais aclamado pela critica e pelo público. Para Pedro Moutinho, a reacção do público, tem sido para si “muito gratificante, tenho recebido excelentes feedbacks do público e dos media” acrescentando que “sinto que realizei o disco de fado que tanto queria”. “A digressão tem sido fantástica e é muito bom chegar às pessoas com a minha música” confessa-nos um fadista muito feliz com o caminho que tem trilhado com este trabalho discográfico.

 

 

Caminho esse que o levou recentemente à Rússia, onde foi aclamado por um povo que tem a fama de ser frio. Pedro Moutinho revelou-nos que “foram 3 concertos na Rússia, 1 em São Petersburgo e 2 em Moscovo”, para logo de seguida nos informar que “lá é só mesmo o frio porque o público esse é bastante caloroso”. Prova disso foi que “os 3 concertos estiveram esgotados!

 

 

Para estes dois importantes espectáculos, na Casa da Música e CCB, o fadista desvenda que “vou apresentar este novo disco, ” O Fado em nós ” e também não poderei deixar de fazer uma viagem por alguns dos fados que marcaram a minha carreira como o “Copo de sol”, “A Rua da Esperança”, entre outros” antes de confirmar que “terei convidados”, porque “aliás toda a tour em Portugal  teve 1 convidado por concerto pela partilha que existe neste Fado em Nós”.

 

 

E se na Casa da Música contará com Danças Ocultas no seu espectáculo, “no CCB terei a honra de Levar quatro convidados. No violoncelo o Hugo Fernandes que tanto gosto, O Augusto e a Heather pela minha ligação recente ao Tango e os meus dois irmãos Hélder e Carlos por tudo!”. Em palco será acompanhado ainda por André Dias na guitarra portuguesa, António Neto e Tiago Silva na viola de fado e Daniel Pinto no baixo.

 

 

Dia 30 de Novembro venham ao CCB descobrir o Fado em Nós e celebrar uma noite de surpresas e  fado!” remata Pedro Moutinho na entrevista concedida ao Infocul.

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6225 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.