Pierre Aderne: “Tocar no Coliseu Dos Recreios para mim é como um menino que sonha em jogar no Maracanã”

No próximo dia 13 de Junho, pelas 21:30, o Coliseu dos Recreios reabre as suas portas ao público para um espectáculo. Será o primeiro, após o período de confinamento devido à pandemia provocada pela COVID-19.

Em palco, o colectivo Rua das Pretas promete muita música e bom vinho, tendo Pierre Aderne concedido uma entrevista ao Infocul.pt para falar sobre este espectáculo e também desvendar um pouco sobre o seu novo disco.

Todos os espectadores serão recebidos à porta pelos organizadores, sendo depois encaminhados para os lugares marcados no palco do Coliseu, que estão de acordo com o espaçamento sugerido pela DGS. Cada pessoa receberá à entrada como oferta um copo de vinho com o seu nome para poder desfrutar em segurança do concerto e beber os vinhos seleccionados pelos ” wine roommates ” da Rua Das Pretas .

Pierre, como te sentes ao reabrir o Coliseu dos Recreios, após o período de confinamento?

Tocar no Coliseu Dos  Recreios para mim é como um menino que sonha em jogar no Maracanã .
Sempre me emociono quando entro nesta sala, tão imponente e com tanta história . Acho que todos os músicos da Rua Das Pretas, vão voltar a fazer  o sinal da cruz e beijar as guias antes de subir novamente naquele  palco . Uma honra .

Quem são os músicos que te acompanharão?

A Rua Das Pretas é um coletivo, não me sinto acompanhado por músicos como se fosse um concerto meu, mas sim parte de um pouso de folia do qual fazem parte hoje : Nani Medeiros ( Voz ), Walter Areia ( contrabaixo ), Nilson Dourado ( Percussao e Violao ) , Joao Pita ( violão sete cordas ) Rui Poço ( guitarra portuguesa), Joana Amendoeira…

Terás a Maria João e o Tito Paris como convidados. Porquê a escolha?

Por que para nos o Tito é o rei de Cabo Verde e a Maria João é tão fundamental para as sete colinas como a ponte 25 de Abril .

O que muda, comparativamente ao espectáculo que, neste mesmo palco, aqui apresentaste?

O palco está sendo desenhado pelo arquiteto Eurico João, vamos criar um ambiente ainda mais íntimo do que o do ano passado, quando tínhamos 350 pessoas, e agora à volta de 100 pessoas .

Além de música, o público terá direito a vinho. Que vinhos terás neste espectáculo e como se processará tudo?

Os “ wine roommates “ da Rua Das Pretas foram os principais responsáveis pela sustentabilidade das famílias de Músicos e produtores da nossa comunidade durante este período de quarentena . O público vai beber durante todo o show, uma seleção de jóias raras do vinho português . São eles :

#quintadomontedoiro
#niepoort
#soalheiro
#rolawines
#quintadetourais
#poeira
#vadio
#coelheiros
#maçanita
#maoseirmaos
#adegamayor
#quintadalapa
#ruadaspretas
#quintadesantiago
#herdadedosgrous
#herdadedorocim
#luisduarte

O concerto será também transmitido online. Onde e como podem as pessoas aceder?

Directamente no site do coliseu e simultaneamente no site da rua das pretas e da BOL .

Qual o custo?

15 € live stream
45€ wine pack com duas garrafas entregues em casa + live stream

Entretanto, há novo disco. O que podes revelar sobre este disco?

Podemos depois falar só do disco? [sorri] O processo foi tão rico e intrigante que merece uma prosa longa . Posso adiantar que foi gravado em roda na sala do palacete por Hector Castillo onde tocamos ao longo dos últimos 3 anos e conta no repertório com músicas inéditas minhas com Francis Hime, Gabriel Moura, José Eduardo Agualusa e Pedro Luís.

Tens convidados?

Além dos mesmos músicos da rua das pretas que estarão no Coliseu, temos a Jovem cantora de cabo verde Eliana Rosa, Stephan Almeida ( cavaquinho ) e Augusto Brito ( bandolim ) .

Qual a mensagem que deixas ao público?

Este disco traz o que nunca nos faltou nestes encontros : Alegria

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6702 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.