Pórtico NOS Alive apresenta alinhamento para a edição de 2016

O NOS Alive, o único festival que recebe o público com um palco na entrada do recinto, preparou para esta 10.ª edição um alinhamento especial para o Pórtico NOS Alive. A dar as boas vindas a todos os festivaleiros, o Pórtico contará com seis bandas conhecidas pelas versões bem trabalhadas de covers dos maiores nomes da música nacional e internacional e ainda com três DJs conceituados do panorama actual.

Dia 07 de julho o Pórtico NOS Alive estará a cargo das bandas Seattle e Impossibly Funky Band, e será encerrado pelo DJ Cotrim. Os Seattle são uma banda de covers dos maiores grupos, mas também dos menos comerciais desta mítica cidade, onde o Grunge explodiu com a cena musical e marcou uma década, ou duas…ou muitas mais. Os enérgicos Impossibly Funky vão surpreender pela criatividade proveniente das composições de bandas americanas, com grande empenho na elaboração de versões de artistas como Jill Scot, Stevie Wonder, James Brown, Nina Simone, Tower Of Power, entre outros. Para fechar este dia subirá a palco o cativante DJ Cotrim.

 

 

Já dia 08 de julho, o Pórtico NOS Alive contará com as bandas Woodstock Band, Trio Cadmira + 1 e ainda com a DJ Vanessa Kokeshi. O quarteto Woodstock Band é reconhecido graças aos covers que viajam pelo blues, Rock, Pop, Funk e Reggae. Uma seleção que promete abrir em grande o segundo dia do NOS Alive. O Trio Cadmira + 1, leva ao Pórtico sonoridades soul, com acordes funk, inspirações rock ‘n’ roll, um pouco de jazz e ainda alguns palpites no dance. O objetivo é divertir e viajar. Nesse mesmo dia sobe também a palco Kokeshi. Kokeshi é Vanessa, parte das Heartbreakerz, isso já toda a gente sabe, o que alguns ainda não conhecem é o poder desta DJ nos pratos e a força para liderar o Pórtico NOS Alive.

 

 

O último dia do festival, dia 09 de julho, recebe no Pórtico NOS Alive MOB, Jimdungo e Darksunn. MOB reúne três sítios num só. Alentejo, Lisboa e Açores formam esta banda de covers que se marca pela diferença através das suas próprias versões. Já os Jimdungo afirmam-se como a banda que toca coisas dos outros e mais alguma coisa lá pelo meio. Energia não lhes falta e vontade de atuar também não. Quatro indivíduos que se juntaram para tocar e que o vão provar no NOS Alive. A fechar o Pórtico no último dia do festival estará Durksunn. O produtor e DJ que dispensa apresentações promete encerrar o alinhamento deste palco em grande.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6756 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.