Presidente da C.M.Évora critica resultados do concurso da DGArtes

 

 

O Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, veio esta terça-feira a público contestar os resultados do Concurso da DGArtes para Évora e Alentejo.

No comunicado enviado às redacções, o autarca afirma que “o município de Évora denuncia e manifesta a sua preocupação com a intenção de excluir do financiamento público para a criação artística agentes culturais que ao longo de décadas vêm garantindo o acesso à arte e à cultura no nosso concelho e região.

Carlos Pinto de Sá, na missiva enviada, refere que “é particularmente preocupante a diminuição do investimento público na Cultura e nas Artes na região Alentejo (-8%), única região do país em que há redução de verbas, com as consequências que são de todos conhecidas para a coesão do território nacional que os governos tanto elegem como bandeira dos seus programas.

A não serem revertidos os resultados agora tornados públicos, o Alentejo Central pode vir a perder agentes, companhias e criadores que são essenciais para a afirmação da Cultura no território”, acrescenta o edil eborense.

O Autarca conclui dizendo que “o Município de Évora exige à tutela governativa a dotação das verbas necessárias para que todos os projectos em condições de aprovação possam obter o financiamento necessário à prossecução dos seus projectos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.