Projecto “Salvé a Língua de Camões” regressa com leitura encenada de peça da brasileira Lena Roque

 

 

Nelson está morto, isso é ponto assente. Mas Selma e Ana, a esposa e a amante do indivíduo, são obrigadas a viver na mesma casa e a partilhar a sua memória. Este é, em resumo, o enredo da peça “Alto Falante”, da actriz e dramaturga brasileira Lena Roque, que no dia 26 de Julho, pelas 21:30, no Museu da Quinta de Santiago, animará mais uma sessão da iniciativa “Salvé a Língua de Camões”.

 

Dirigida por William Gavião, a leitura encenada de “Alto Falante estará a cargo de Marta Giesta e Margarida Magalhães, que darão vida ao diálogo de Selma e Ana em torno do mistério que rodeia a morte de Nelson e a sua peculiar herança: uma casa onde a mulher e a amante passam a viver juntas, partilhando dores, aflições e surpreendentes revelações.

 

Mais conhecida como actriz, tendo ganho os prémios de representação dos conceituados festivais de cinema de Recife e de Fortaleza, Lena Roque é também encenadora e autora dos textos dramatúrgicos “Impressões”, “Alto Falante”, “Autópsia” e “Louca de amor- quase surtada”, esta última uma adaptação do livro “Confissões de uma louca de amor”, de Viviane Pereira.

 

“Salvé a Língua de Camões” é um projecto do Teatro Reactor em parceria com a Câmara Municipal de Matosinhos, o qual divulga textos dramatúrgicos do Brasil, de Cabo Verde, de Portugal e de Angola há quase 15 anos. Uma vez por mês, as palavras da língua portuguesa ganham vida na voz de atores profissionais ou de voluntários, revelando expressões teatrais e mundividências pouco conhecidas do mundo lusófono, num exemplar trabalho de teimosia, longevidade e persistência.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6324 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.