Próxima nocturna no Campo Pequeno: “É toda uma vida dedicada ao touro e ao cavalo e a Ana Batista merece ser homenageada”

 

O Campo Pequeno recebe, na próxima quinta-feira, a 2ª corrida de touros da sua temporada tauromáquica. O empresário Luís Miguel Pombeiro, da empresa Ovação e Palmas, prestou declarações ao Infocul.pt sobre a celebração dos 20 anos de alternativa da cavaleira Ana Batista e ainda a presença da ganadaria Murteira Grave, nesta corrida.

 

Questionado se era importante ter as bancadas repletas com a beleza do público feminino, tendo em conta a celebração dos 20 anos de alternativa de uma cavaleira, disse que “eu acho que em qualquer corrida é importante ver as bancadas repletas de mulheres, porque o público feminino é sempre muito aficionado e exigente, seja com as mulheres seja com os homens”.

 

Destacou que “é uma data muito importante para a Ana Batista, é uma data importante na tauromaquia porque estamos a celebrar 20 anos de alternativa de uma cavaleira tauromáquica”, recordando “uma profissão que sempre foi de homens mas que felizmente também é das mulheres, que dão uma graciosidade e a sua arte diferente, sem perderem a feminidade que têm”.

 

Portanto é uma corrida que acho que tem todo o interesse e que todos devem apoiar, sejam homens ou mulheres, porque 20 anos é um marco histórico. É toda uma vida dedicada ao touro e ao cavalo e a Ana Batista merece ser homenageada nesta corrida, ainda para mais com a disponibilidade que mostrou em vir tourear touros da ganadaria Murteira Grave. Houve outros cavaleiros que recusaram, não interessa quem foram. Mas houve cavaleiros que recusaram tourear Graves, porque não é bem o tipo de touro que gostam. Mas eu acho que todos os cavaleiros, para passarem no exame, deveriam tourear Murteira Grave. Porque quem consegue tourear Murteira Grave, está apto a tourear de forma eficiente e eficaz”, justificou.

 

Valorizou a cavaleira pela coragem e por “dispor-se a tourear touros da ganadaria Murteira Grave, numa corrida em que poderia querer comodidade. Mas vem à guerra, 20 anos depois da alternativa. É de louvar”.

 

Sobre o curro da ganadaria Murteira Grave, disse que “os touros não sabemos como saem. Mas estão bem-apresentados, com um trapio incrível. O ganadeiro dispensa apresentações. Em termos de seriedade [dos touros], todos os ganadeiros querem que os touros saiam bem, depois em termos de experiência e em termos de cultivar o touro bravo, o Dr. Joaquim Grave tem um dom especial. Tem uma dedicação especial que nos merece todo o respeito. Esperemos que os touros invistam. A ganadaria Murteira Grave é legendária em Espanha, França, em todo o lado, e vir ao Campo Pequeno é também uma atração especial, digamos assim”.

 

Aqui, pode ainda recordar a publicação do ganadeiro Joaquim Murteira Grave, na qual faz uma breve análise a cada um dos touros.

 

O cartel é composto por Ana Batista, Manuel Telles Bastos e Luís Rouxinol Jr., forcados amadores de Montemor e Vila Franca de Xira. Touros da ganadaria de Murteira Grave.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6753 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.