Quarteto de Cordas de Matosinhos junta-se à Festa de Serralves

QCM1

 

No domingo, 04 de Junho, às 17:00, o Quarteto de Cordas de Matosinhos junta-se à Festa de Serralves na Galeria Contemporânea do Museu de Serralves. Presença regular nas principais salas de concerto portuguesas, o Quarteto de Cordas de Matosinhos tem por objectivo divulgar a música erudita de grandes compositores internacionais e do património musical português.

 

 

O agrupamento composto por Vítor Vieira (violino), Juan Carlos Maggiorani (violino), Jorge Alves (viola) e Marco Pereira (violoncelo) vai interpretar a peça “In illo tempore”, que Eurico Carrapatoso compôs em 2009 por encomenda da Câmara Municipal de Matosinhos. Acolhendo a influência e o peso de obras magistrais de compositores como Haydn, Mozart, de Beethoven, Mendelssohn, Zemlinsky, Webern, Debussy, Ravel, Bartók e Ligeti, que produziram algumas das suas obras-primas para quartetos de cordas, Eurico Carrapatoso produziu uma peça com cerca de 25 minutos que procura, nas suas próprias palavras, “cantar a memória daqueles mestres amados”. 

 

 

“Apeteceu-me baixar os braços e desistir em horas más (…). Segui, mas é, o conselho de Ravel, quando lhe perguntaram se esperava pela inspiração para compor. Respondeu então mais ou menos isto: ‘estou todos os dias à mesa de trabalho entre as 9h e o meio-dia. Almoço e regresso ao trabalho entre as 14:00 e as 19:00. Se a inspiração quiser aparecer, sabe perfeitamente onde me encontrar'”, escreveu o compositor português no início deste ano.

 

 

O Quarteto de Cordas de Matosinhos comquistou em 2014 o Prémio Rising Stars da Organização Europeia de Salas de Concertos. Este galardão permitiu ao agrupamento realizar uma digressão pelos mais importantes palcos europeus, constituindo-se, assim, como uma notável embaixada cultural de Matosinhos nas principais cidades do continente.

 

 

O Quarteto de Cordas de Matosinhos pode ser visto no dia 04 de Junho, às 17:00, na Galeria Contemporânea do Museu de Serralves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.