Remna actua na ZDB e convida Sara Tavares e Tété Alhinho

 

 

 

Remna Schwarz, ou simplesmente Remna, nasceu na Guiné, viveu em países como Republica Democrática do Congo, Mali, Portugal, França ou EUA. As suas viagens, principalmente entre Europa e África influenciaram o artista a encontrar uma linguagem muito própria.

 

Remna chegou recentemente a Lisboa, vindo de Cabo Verde, e apresenta pela primeira vez a sua música a solo na ZDB, domingo, dia 9 de Setembro. Para esta primeira apresentação traz duas convidadas muito especiais e cúmplices do seu caminho na música: Sara Tavares, nome incontornável da música portuguesa, que recebeu Remna no palco do Kriol Jazz Festival na Cidade da Praia, em Santiago, em Abril deste ano, e ainda Tété Alhinho (ex Simentera), lenda viva da música lusófona e uma das duas únicas compositoras de Mornas da história da musica de Cabo Verde (ao lado de Dona Tututa), foi vencedora do Prémio de “Melhor Morna” nos Cabo Verde Music Awards com “Mindel de Mãe Auta” de sua autoria.

 

Remna já actuou no Festival “South By Southwest”, tendo sido ainda agraciado com prémios de grande relevância como o Tremplin Backstage 2004 ou o Prix Decouvertes para Printemps de Bourges em 2005.

 

 

O seu último álbum “Zona Zero” é uma consolidação de sua herança. Seu pai José Carlos Schwarz é um ícone da cultura da Guiné Bissau e da CPLP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.