Ricardo Ribeiro assume alinhamento fadista no Santa Casa Alfama, em entrevista ao Infocul

Fotografia: Pedro Soares / Arquivo

 

 

Ricardo Ribeiro é um dos cabeças de cartaz da 7ª edição do festival Santa Casa Alfama, que realizar-se-á a 27 e 28 de Setembro, em Lisboa.

O fadista actua no dia 28 no Palco Santa Casa, o palco principal do festival, e assume também a curadoria do Palco Santa Casa Futuro neste dia, onde actuam José Geadas, Maria Passarinho e Tiago Correia.

Sobre esta faceta de curador, disse-nos que “não gosto muito do julgamento nem das avaliações, eu acho que as coisas devem evoluir naturalmente e cada um existir por si. Mas desta vez, lançaram-me o desafio, não foi muito difícil e vou ouvindo algumas pessoas e elegi os que achei que deviam estar neste palco e tive o cuidado de ver quem já tinha participado e quem não tinha e acho que estas três pessoas são uma óptima escolha”.

Já sobre o seu espectáculo, disse que “aqui não entra o Respeitosa Mente. Aqui é fados, é o Santa Casa Alfama, portanto é um festival de fado”.

Sobre o último disco, ‘Respeitosa Mente’, disse que “está felizmente está correr muito bem”, mesmo não sendo um disco de fado, pois “quando as coisas são feitas com verdade e honestidade, quer para connosco que para com os outros, as pessoas aceitam bem, é evidente que há pessoas que não se identificam, é evidente que há pessoas que gostam menos, não se identificam, mas são coisas da vida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.