Ricardo Toscano, Solar Corona, Jasmim, Sunflowers e Vaarwell no NOS Alive

 

 

O primeiro dia anunciado do Coreto Arruada do NOS Alive’19 conta com uma mescla de géneros musicais e respectivos projectos que estão a destacar-se na música contemporânea portuguesa.

O jazz marca presença no primeiro dia do Palco Coreto. O saxofonista Ricardo Toscano apresenta-se no palco do NOS Alive num dia que também o rock, indie e espiritual pop, marcam presença num alinhamento diverso.

O Palco Coreto tem vindo a destacar-se ao longo dos anos como sendo um palco onde os artistas emergentes acabam por se distinguir com apresentações feitas ao vasto público do festival. Os resultados sucedem-se ano após ano com vários nomes a singrar no panorama da música actual portuguesa.

Jazz visceral. Atitude rocker no palco. Ricardo Toscano destaca-se cada vez mais no panorama do jazz nacional. Com apenas 25 anos de idade tem já um currículo invejável nos meandros do jazz nacional com passagens por instituições como Conservatório de Música de Lisboa, Escola Profissional Metropolitana e Escola de Jazz Luís Villas-Boas

Imaginar os Hawkwind se Lemmy Kilmister (Motorhead) nunca tivesse saído da banda. Este é o mote com que os Solar Corona se definem. Quarteto de guitarras cavalgantes e batida desenfreada. O manifesto da banda de Rodrigo Carvalho, Julius Gabriel, José Roberto Gomes e Peter Carvalho chega ao Coreto em 2019 para ser conferido na primeira pessoa.

No espaço de 2 meses da tour “Sunflowers ’18” a banda tocou 44 concertos em 17 países diferentes, desde a Suécia até aos Balcãs”. Só por este facto depreende-se o trabalho imenso que os Sunflowers estão a fazer um pouco por toda a Europa, tendo como ponto de partida o seu Porto. Definem-se como sendo ideais para fãs de Dead Kennedys, Oh Shees e Ty Segall entre outras referências.

O trio composto por Margarida Falcão, Ricardo Nagy e Luís Monteiro está a trabalhar para chegar mais longe. A participação no SXSW (South By Southwest, EUA) e a presença em programas de rádio no Reino Unido são sintomas de que a banda de indie-pop quer trabalhar para almejar reconhecimento nacional e internacional.

O inicio acontecem com a demo “Primavera” (2016), seguindo-se o EP “Oitavo Mar” (2017) e finalmente o álbum “Culto da Brisa” (2019). O psicadelismo folk de Jasmim é refrescante numa demarcação de território com canções delicadas e feitas para elevar o espírito.

​Artistas confirmados: Andrew Lawrence, Ana Garcia Martins, Bob Moses (Club Set), Bon Iver, Camané, Carlos Coutinho Vilhena, Catarina Matos, Carlos Vidal, Cut Copy, Curadoria Bridgetown (Carla Prata, Dillaz, DJ Dadda, Nubai Soundsystem, Plutonio, Saint Jhn, Trace Nova e Lé Vie), Diogo Faro, Eduardo Madeira & Manuel Marques, Emicida, Ena Pá 2000, Fernando Rocha, Gavin James, George FitzGerald, Greta Van Fleet, Golden Features, Gossip, Guardanapo, H.E.R, HONNE, Hot Chip, Hugo Sousa, IDLES, Izal, Jasmim, Joana Ramos, Jel, Johnny Marr, Jorja Smith, Kojey Radical, Linda Martini, Loyle Carner, Maribou State, MARINA, Miguel 7 Estacas, Mogwai, Nilton, Ornatos Violeta, Perry Farrell’s Kind Heaven Orchestra, Pip Blom, Primal Scream, Ricardo Cardoso, Ricardo Toscano, Robyn, Roda Bota Fora, Rolling Blackouts Coastal Fever, Ry X, Samm Henshaw, Sharon Van Etten, Solar Corona, Stereossauro, Sunflowers, Tash Sultana, The Chemical Brothers, The Cure, The Smashing Pumpkins, The Gift, Thom Yorke, Tiago Nacarato, Tom Walker, Tourist, Trikk, Vampire Weekend, Vaarwell, Vetusta Morla, Weezer e Xavier Rudd.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.