Ronda dos Quatro Caminhos lança o álbum “Sopas do Espírito Santo”

Ronda dos Quatro Caminhos

 

 

A Ronda dos Quatro Caminhos lança o álbum “Sopas do Espírito Santo”, dedicado à música tradicional dos Açores e editado pela Ocarina. Este é o 14º disco da carreira da Ronda, na continuação das últimas grandes produções editoriais, “Terra de Abrigo” e “Tierra Alantre”.

 

 

O novo disco foi composto e pensado com base na Orquestra Regional Lira Açoriana, uma orquestra de instrumentos de sopro e percussão, que integra jovens músicos das Bandas Filarmónicas das várias Ilhas e que participa em todos os temas, todos eles populares, com orquestrações dos músicos da Ronda. Além da Orquestra, participam no disco vários Coros Polifónicos e músicos populares e eruditos de todas as Ilhas do Arquipélago, num total de mais de 300 músicos e cantores.

 

 

Neste trabalho, a música regional dos Açores é vista sob a perspectiva das Bandas Filarmónicas e da harmonia coral religiosa e pagã. As bandas sempre tiveram um papel de grande relevo e destaque na vida comunitária dos Açores, quer pela formação musical que proporcionam à juventude, quer pela participação nas festividades religiosas e populares. O mesmo acontece com os Coros Polifónicos, geralmente ligados à celebração litúrgica, mas também com um repertório clássico e popular, tendo-lhes sido dada neste trabalho, a par com a Orquestra, a relevância que na verdade têm e certamente merecem.

 

 

Depois a Viola da Terra, com as suas variações e diferentes maneiras de tocar, é certamente o instrumento mais representativo da tradição popular, participa por direito próprio neste disco. O maior problema foi em relação aos vários grupos e formações de danças e cantares populares, guardiães maiores do cancioneiro popular, dos cantadores dos vários estilos e canções populares, dos tocadores de instrumentos também relevantes na música tradicional, como o violino, o bandolim ou o violão. O disco da Ronda dos Quatro Caminho, que é composto por: Mário Peniche, Pedro Fragoso, António Prata, Carlos Barata, João Oliveira e Pedro Pitta Groz, tem um conjunto de temas escolhidos da música tradicional dos Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.