Rozalén esgotou Salão Brasil (LX Factory) e é um novo amor para Portugal descobrir

 

 

O Salão Brazil, no LX Factory, em Lisboa recebeu esta terça-feira a conceituada artista espanhola Rozalén, espectáculo inserido na Mostra Espanha 2019.

A cantautora, com forte mediatismo em Espanha, conta com três discos editados e destaque-se por ser ainda forte activista.

Os seus espectáculos contam sempre com Beatriz Romero, uma intérprete de linguagem gestual, para que assim possa dirigir-se a todas as pessoas e promover a inclusão.

A Portugal trouxe o seu mais recente disco, ‘Cuando el rio suena’, editado em 2017, com 10 faixas e um bónus track e com produção a cargo de Ismael Guijarro.

Extremamente comunicativa, Rozalén soube desde logo agarrar um público que esgotou o Salão Brasil, a grande maioria de nacionalidade espanhola, segundo sondagem ao vivo feita pela cantora, através de braço no ar.

Acompanhada por três músicos em palco e uma intérprete de linguagem gestual, Rozalén é um encanto permanente, que começa na sua voz rouca mas que sabe projectar e culmina em toda uma coerência na mensagem que transmite ao seu público: no que diz, no que escreve e no que canta.

Rozalén é alegria e tristeza, paixão e mágoa, saudade e afecto. Talvez Emoção resuma tudo, e não é pouco, o que a artista espanhola é!

Importa enquadrar que o mais recente disco de Rozalén, que é a base da digressão que está agora a terminar, é um disco muito pessoal, com histórias suas, da sua família e que aborda temáticas como feminismo, memória histórica, refugiados, amor, desamor ou a alegria.

De um alinhamento de muitas e distintas tonalidades emocionais, e até em termos rítmicos, destacam-se, entre outros, ‘La Puerta Violeta’ (que fala sobre o feminismo e igualdade), ‘Girasoles’ (que fala de amor), ‘Justo’ (que fala o irmão mais velho da sua avó e que desapareceu na guerra civil espanhola) ou ainda uma extraordinária versão de ‘La Llorona’, de Chavela Vargas.

Se os portugueses ainda não a conhecem bem, em breve ficarão a conhecer, porque embora ‘durante muitos anos tenha tocado apenas para 20/30 pessoas’, as coisas têm mudado muito nos últimos anos e a a artista espanhola é um fenómeno de sucesso, e talento, quer ao vivo quer nas redes sociais, tendo por maioria um público millennial.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6262 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.