Toureio.pt

 

A Praça de Touros do Campo Pequeno recebeu esta terça-feira, 28 de Maio, uma conferência de imprensa com a presença do matador de touros espanhol Cayetano Rivera Ordoñez.

Esta conferência teve como objectivo promover a corrida do próximo dia 6 de Junho em que se presta homenagem a Joaquim Bastinhas. O cartel contará com João Moura 3 Marcos Bastinhas, além do matador espanhol. Perante touros da ganadaria Varela Crujo, pegam os Forcados Amadores de Portalegre e Chamusca.

Na conferência e além do matador de touros, marcou presença o director de actividades tauromáquicas do Campo Pequeno, Rui Bento Vasques e a administradora do Campo Pequeno, Paula Mattamouros Resende.

Em declaração ao site Infocul, após a conferência de imprensa, Rui Bento Vasques começou por dizer que “Bastinhas foi um exemplo. E no dia de hoje, o Cayetano foi um exemplo daquilo que foi Joaquim Bastinhas.
O maestro Bastinhas era solicitado para um programa de televisão, um programa de rádio, um colóquio, uma festa, para os Santos Populares e em tudo estava Maestro Bastinhas. Entre tudo o que fazia dentro da arena, isso é o prioritário e aqui que é importante que é arriscar, era depois um homem que se prestava a estar em tudo. Cultivava a sua imagem, tratava de ter o público satisfeito, gostava de cuidar e mimar os seus seguidores e acho que esta apresentação e a disponibilidade do Cayetano em vir ao Campo Pequeno, onde ele vai estrear e debutar no único país taurino onde ainda não tinha toureado, é também prova disso“.

Durante a conferência, Rui Bento Vasques agradeceu a Paula Mattamouros Resende a abertura para poder criar este cartel. Nesse sentido, questionámos se este cartel ultrapassa o budget habitual numa corrida do Campo Pequeno, tendo Rui Bento dito que “não por uma razão muito simples, eu não fiz referência pública na conferência mas faço agora aqui, sou um grande admirador e amigo do maestro Curro Vasquez e através dessa amizade e circunstâncias conciliei de uma forma relativamente fácil que o Cayetano viesse tourear a Lisboa numas condições em que provavelmente não toureia em mais nenhuma praça de primeira categoria, posso dizer-vos e anunciar-vos que vem abaixo dos valores que se cobram aqui, que já cobraram ou dos que já estão contratados. E com as condições, se por algum motivo as coisas não resultem na bilheteira como expectativa, ele será o primeiro a estar ao lado da empresa, para que a empresa não seja lesada, portanto quero dizer que o Cayetano está cá com o patamar de uma das figuras que mais cobram mas esta cá de uma forma em que o valor que cobra é o menos importante para ele“.

Ou seja, “Cayetano baixa valor para vir ao Campo Pequeno e baixará ainda mais caso as coisas não corram bem. Cayetano está contratado num valor que é acessível para a possibilidade da contratação e caso as coisas não corram bem, cá estará para que a empresa não saia lesada“, rematou Rui Bento Vasques.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6260 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

One thought on “Rui Bento Vasques explica em que condições vem Cayetano a Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.