Sara Correia no Santa Casa Alfama: Foi de perder o fôlego, esteve brilhante!

 

 

Sara Correia foi, sem sombra para qualquer dúvida, a protagonista da noite no Palco Santa Casa Alfama. Um espectáculo quase sublime, uma interpretação fulgurosa e a não deixar créditos em vozes alheias.

‘Quando Lisboa anoitece’ foi tiro de partida para uma noite de intenso fogo fadista e, permitam-me, a demonstração de uma voz que é de fazer parar o tempo. A Sara Correia não é deste tempo, a sua alma é de outra geração e permite ao espectador e ouvinte uma viagem no tempo, sendo a tradição na contemporaneidade.

Acompanhada por Ângelo Freire, Diogo Clemente, Marino de Freitas e Vicky Marques, a fadista revelou ser “um prazer e orgulho enorme abrir o palco Santa Casa”.

E por entre temas do seu disco homónimo e fados que a acompanham desde que o fado a conquistou, Sara Correia não permitiu que, nem por um momento, nos deixássemos de emocionar.

Cantou sem suporte instrumental, cantou apenas acompanhada por viola, apenas acompanhada por guitarra, cantou com o quarteto de músicos, cantou com o público. Sara Correia dominou tudo e todos, numa actuação que deve constar, indiscutivelmente, dos melhores concertos desde festival que já vai na sétima edição (portanto imagem quantos concertos já ali se realizaram…)

Os seus músicos tiveram também o momento de brilhantismo com a habitual guitarrada, regressando, posteriormente, Sara Correia a palco para, entre outros temas, arrebatar e terminar em apoteose com ‘Fado Português’, ‘Lisboa e o Tejo’, ‘Eu já não sei’, ‘Zé Maria’ ou ainda o fado Pechincha.

Um espectáculo de encher a alma, de fazer acreditar que há jovens para manter a tradição e que somos privilegiados em ter Sara Correia connosco. Brilhante!

 

Texto: Rui Lavrador
Fotografias: João de Sousa

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6518 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

One thought on “Sara Correia no Santa Casa Alfama: Foi de perder o fôlego, esteve brilhante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.