Sara Correia no Santa Casa Alfama: “Para mim é sem sombra de dúvida o bairro que respira fado”

 

 

Este ano cabe a Sara Correia abrir as actuações no Palco Santa Casa, na 7ª edição do festival Santa Casa Alfama.

A fadista, que é das melhores intérpretes da sua geração, concedeu entrevista ao Infocul para falar sobre o espectáculo, sobre a importância deste festival…e anunciar um novo disco para 2020.

Sara, actuar no principal palco do Santa Casa Alfama é uma responsabilidade ou uma motivação?

É uma grande motivação e uma grande responsabilidade, será a minha quinta ou sexta vez a actuar neste grande festival de fado e é sempre um prazer enorme. Este ano terei a oportunidade de apresentar o meu álbum de estreia no palco principal e estou bastante feliz.

Como tem sido a aceitação do público a este seu disco?

Tem sido incrível. Todo este percurso com o meu álbum, creio que tem sido bem aceite e espero que assim continue, e que possa sempre partilhar o nosso fado. Aqui em Portugal e além fronteiras.

Para este espectáculo, já nos pode revelar quem a acompanhará em palco?

Vou levar comigo a minha equipa que me tem acompanhado no percurso deste álbum “Sara Correia”. Ângelo Freire na guitarra portuguesa, Diogo Clemente na viola de fado, na bateria o Vicky Marques e no baixo o Marino de Freitas.

O público fadista, e o próprio meio, sempre teve grandes expectativas sobre si. Isso alguma vez a influenciou?

Claro que sim, mentiria se dissesse o contrário. Sempre fui acarinhada no meio fadista e pelo público, não posso estar mais agradecida, porque esta Sara é feita disso mesmo.

Qual a importância deste festival ir já na sua 7ª edição e realizar-se num dos bairros mais carismáticos de Lisboa?

Sempre cantei em Alfama, para mim é sem sombra de dúvida o bairro que respira fado. É sempre uma prazer e um orgulho enorme cantar em Alfama, foi onde comecei a dar os primeiros passos no fado.

Há quem diga que o Fado é de Lisboa. Actuar na capital dá mais responsabilidade?

Adoro cantar em Lisboa ! Muito mesmo! Mas sim, será sempre uma grande responsabilidade porque é a minha cidade, dá sempre aquele friozinho na barriga.

A Sara tem actuado, quer em Portugal quer no estrangeiro, em várias localidades. Há uma preparação diferente, por exemplo, quando se actua em localidades mais pequenas? Há um outro cuidado na abordagem ao público?

Este concerto está montado para chegar a qualquer público, mas o fado tradicional não pode sair da regra, sendo que as pessoas em geral gostam do fado tradicional. Também é algo que se sente em palco a energia.

Como define o seu percurso até ao momento e quais os objectivos a curto/médio prazo?

Continuar o meu percurso a fazer o que me gosto, ainda tenho alguns concertos até o final do ano com o disco “Sara Correia “, mas já estamos a preparar um novo álbum para o próximo ano.

Já pensa noutro disco?

Sim!Estou a preparar outro disco para sair no próximo ano, mas ainda há muito coisa para preparar…

Para o Santa Casa Alfama já tem ideia do espectáculo que irá apresentar? O que nos pode revelar?

Vou apresentar o meu álbum de estreia e fados que me têm acompanhado até hoje no meu percurso e dar todo o fado que tenho em mim e ainda para mais em Alfama que eu tanto estimo.

Qual a mensagem que deixa aos nossos leitores?

Conto com todos vocês no dia 27 de Setembro no Santa Casa Alfama. Viva o nosso fado!

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6392 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.