Sérgio Godinho anuncia concertos nos Coliseus, de Lisboa e Porto, para Fevereiro!

 

 

Sérgio Godinho regressa aos Coliseus em Fevereiro de 2019, cerca de um ano depois de ter editado o seu aclamado 18.º álbum da carreira, “Nação Valente”. Este que foi o primeiro álbum de originais do “escritor de canções” em sete anos vê agora uma nova edição, com um segundo CD gravado em concerto com as participações especiais de Márcia e David Fonseca.

 

 

Alguns dos melhores momentos da tour que arrancou no em Fevereiro deste ano foram captados para esta reedição e a participação destes dois artistas justificada pela sua colaboração em “Nação Valente”: David Fonseca compondo a música e dando voz aos coros daquele que viria a ser o 1.º single, “Grão da Mesma Mó” e Márcia porque Godinho a canta na única versão que apresenta neste álbum, com o tema “Delicado”.

 

 

Esta será uma edição limitada na sua versão física e já se encontra disponível aqui. Para além de canções de “Nação Valente”, este CD extra inclui ainda temas menos recentes como “À Vezes o Amor”, interpretado por Márcia, ou “Balada da Rita”, em parceria com David Fonseca.

 

 

Os concertos nos Coliseus de Lisboa e do Porto, a 22 e 28 de Fevereiro respectivamente, serão o culminar de um regresso sobejamente aclamado às canções, às crónicas do dia a dia, com que nos dá o sempre o prazer de escutar.

 

 

“Nação Valente” teve a produção de Nuno Rafael, um dos seus habituais “assessores”, e conta com a partilha na composição das canções com alguns dos nomes que Sérgio Godinho mais respeita da música nacional. Falamos de nomes como o já referido David Fonseca, Filipe Raposo, Hélder Gonçalves, Pedro da Silva Martins ou um velho companheiro, José Mário Branco. “Nação Valente” tem a ainda a colaboração do “multidisciplinar” Filipe Melo que soma à sua participação enquanto músico, os (memoráveis) arranjos para cordas e sopros.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.