Setúbal: “Que Paródia de Revista” no Núcleo dos Amigos do Bairro Santos Nicolau

 

 

Nos dias 22 e 23 de Novembro estreia “Que Paródia de Revista” no Núcleo dos Amigos do Bairro Santos Nicolau em Setúbal.

Nestes dois dias de estreia, pelas 21:30, marcarão presença vários convidados e as identidades que apoiaram o espectáculo.

O elenco conta com: Fernando Ferreira, Paula Oliveira, João Praia, Cindy Santos, João da Kova – Participação especial. Os cantores convidados são: Nuno Rocha e Marlene Ferreira. O grupo de dança é constituído por Ana Mar, Mauro Gusmão e Mariana Candeias.

Os textos e versos são de Carlos Jorge Español e Mário Rui Pereira com participação de João Henrique Praia. Figurinos de João Henrique Praia e Inês Cardinali. Músicas Originais de Manuel Saraiva com a Participação de Eugénio Pepe e Carlos Pinto. Orquestrações de Manuel Carlos Zorro.

Cenografia e Adereços de João Mangas e João Praia. Trabalhos de Esferovite por João Mangas. Coreografias do Grupo de Dança do NABSN. Encenação e Design, por João Henrique Praia.

Segundo a sinopse “o tema “Setúbal vem à Revista” é a apoteose de apresentação e o fecho do segundo ato será a “A Feira de Sant´iago – A grande festa da Cidade”. Logo a seguir à apresentação, o quadro de muito humor, onde se faz a paródia às rotundas da cidade de Setúbal, as personagens «Setúbal Velha» e «Setúbal Nova» e um amigo condutor fazem a cena hilariante desta cena, composto pelos revisteiros, Cindy Santos, Paula Oliveira e João Praia”.

Um dos pontos altos desta produção é, também, a homenagem à Nossa Senhora do Rosário de Tróia. Num bairro, habitado por antigos pescadores e varinas, onde todos são devotos da senhora do mar, faz todo o sentido em prestar-se homenagem à Santa e à Festa que se realiza todos os anos, pelo mês de Agosto, em sua homenagem. Muitas famílias devotas rumam à Caldeira de Tróia, para cumprirem o seu dever religioso com orações e promessas. Há, também, tempo para festejar, comer, beber, dançar nos bailaricos na praia. O tradicional Fogo-de-artifício dá-se por volta da meia-noite de Domingo e a Festa termina com o Círio Fluvial pelo Rio Sado”, acrescenta.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6392 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.