“Siete Veces Sí” é o novo disco de Vanesa Martín

Vanesa Martín, uma das maiores cantautoras espanholas da actualidade, que surpreendeu os portugueses com o emocionante dueto “Porque Queramos Vernos”, acaba de lançar o seu novo disco, intitulado “Siete Veces Sí”.

Depois de catorze anos de carreira profissional, com “Siete veces sí” chega também o sétimo álbum de estúdio de Vanesa Martín. Disco que a artista produziu a partir da sua casa, em Málaga, junto aos também músicos e produtores malaguenhos José Marín e Tony Romero.

Uma obra completa, daquelas que se desfruta do início ao fim, das que se acompanham com um café ou vinho enquanto se revê a letra no livreto e se cheira a cartolina, como nos bons velhos tempos. Um álbum com toda a essência de Vanesa, onde a sua voz inconfundível deixa a sua marca em cada uma das canções que compõem o álbum, enquanto somos surpreendidos por versos tão únicos que só ela os poderia ter escrito.

As suas letras requintadas enredam-se até nos ritmos funky de “Tú no tienes que cuidarme”: “Que firmándole a la novedad mi contrato fatal de la musa inmortal que me arrastra a vivir, yo también te perdí”.

Um álbum que por, um lado, capta uma intimidade muito poderosa e, por outro, a explosão de viver cada minuto como se fosse o último.

Um reflexo do caminho, da reafirmação constante da própria identidade, das portas ora abertas e ora fechadas, quiçá até a origem da reinvenção dos próprios caminhos. «Siempre me veían muy andaluza para sonar en el norte y muy poco para el sur. Algunos de mis compañeros cantautores me veían muy pop y la gente del pop muy cantautora. Al final me acostumbré a estar en terreno de nadie, que resultó que era el mío. Y en esa calle me he revuelto para sacar lo mejor de mí cada día, que en el fondo es lo único que me llevaré al otro mundo: el camino disfrutado».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.