Sophia de Mello Breyner em “Palavras na nossa terra” no Pinhal Novo

Sophia-de-Mello-Breyner

 

A sala de leitura da Biblioteca Municipal de Pinhal Novo recebe, no dia 27 de Janeiro, às 21 horas, a tertúlia poética “Palavras na nossa terra”, que incentiva à produção poética. Sophia de Mello Breyner é a poetisa que abre o ano de 2017, o terceiro ano desta iniciativa.

 

 

Nascida no Porto, em 1919, Sophia de Mello Breyner Andresen passou a infância na Invicta e estudou Filologia Clássica na Universidade de Lisboa. Os seus primeiros versos foram publicados em 1940, pouco tempo depois de concluir os estudos, nos Cadernos de Poesia. Seria o início de uma carreira preenchida.

 

 

A poetisa até 1997 viria a publicar catorze livros de poesia, bem como uma vasta colecção de contos, artigos, ensaios, histórias infantis e peças de teatro. A tradução para português de clássicos como Eurípedes, Dante, Claudel ou Shakespeare, e de vários poetas portugueses para a língua francesa, faz parte, também, de uma carreira distinguida com o Prémio Camões 1999, o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana ou o Prémio Poesia Max Jacob 2001.

 

 

Politicamente, Sophia de Mello Breyner Andresen foi uma activa opositora ao Estado Novo e foi eleita deputada à Assembleia Constituinte a seguir ao 25 de Abril. Casada com Francisco Sousa Tavares, foi mãe de cinco filhos, inclusive o jornalista Miguel Sousa Tavares. A escritora faleceu em 2004, encontrando-se sepultada no Panteão Nacional.

 

 

A participação nos serões da tertúlia poética “Palavras na nossa terra” é livre e aberta a todas as pessoas que gostem de ouvir, escrever, ler ou dizer poesia. O mês de Fevereiro é dedicado à poetisa alentejana Florbela Espanca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.