“Sou do Cante”: Mara gostava de “levar isto a outras salas, porque acho que é representativo do Alentejo, está aqui o cante na sua essência”

 

 

 

No passado domingo, dia 2 de Setembro, o Artes à Rua, em Évora, acolheu o espectáculo “Sou do Cante” com a participação do Grupo de Cantares de Évora, Ronda dos 4 Caminhos, Mara, Amílcar Vasques-Dias, António Bexiga, Carlos Menezes e Márcio​ Pereira. No final do espectáculo, o Infocul falou com Mara, que também assina a direcção artística, e com Luís Garcia, que assina a programação e direcção artística do festival Artes à Rua.

 

 

Isto surge de uma vontade dos Cantares de Évora de homenagearem o seu Mestre e chamaram alguns dos amigos do Mestre para participar nessa homenagem e nós desafiamo-los, a eles, a irmos mais longe do que ser só o mestre, o mestre é mais do que uma pessoa, é também o cante, e então fazer disso também uma homenagem ao cante e foi isso que tentámos fazer neste espectáculo, pensar no cante num todo, pensar no cante desde o seu início, a presença das mulheres, também a particularidade do grupo de Évora ser um grupo misto”, começou por revelar Mara.

 

 

O futuro que eu gostava de ver era poder levar isto a outras salas, porque acho que é representativo do Alentejo, está aqui o cante na sua essência (…) até pela homenagem que o cante merece, que estes, homens e mulheres merecem e gostaria muito de levar este espectáculo a outras salas, a outros exteriores”, acrescenta a artista.

 

 

Luís Garcia, por sua vez, esclareceu que “este espectáculo surgiu como muitos outros, em função de uma coisa concreta, que foi a morte de Joaquim Soares, líder dos Cantares de Évora durante 30 anos e uma figura incrível com quem todos tínhamos uma relação muito próxima, e então são os cantores, músicos de Évora, e também os membros dos Cantares de Évora, que decidiram homenagear o Joaquim Soares e então o espectáculo aconteceu em Abril no Teatro e eu assisti ao espectáculo, nós Câmara associamo-nos ao espectáculo e eu achei que era um desperdício o espectáculo não acontecer mais vezes”, esclarecendo assim a integração deste espectáculo no festival Artes à Rua.

 

Entrevista realizada por: Rui Lavrador
Fotografias: Câmara Municipal de Évora- Artes à Rua

 

 

 

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 04/09/2018


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

_